visto de transito para o canada

Visto de trânsito para o Canadá: Quando é necessário e como solicitar?


Um recurso obrigatório usado em viagens com escala ou conexões no Canadá

Ao contrário do que muitos possam pensar, qualquer viagem que se vá fazer para o Canadá é necessário estar com o visto em mãos, até mesmo se você for para outro país, mas o seu voo fizer apenas uma breve escala ou conexão em solo canadense é fundamental que você tenha pelo menos o visto de trânsito.

Conhecer as regras do consulado para os tipos de visto ajuda, e muito, no planejamento de tempo da viagem. Se a intenção for roteiros “mais livres” é ainda mais importante conhecer as exigências consulares de cada país quando o assunto for visto.

Para os nascidos em países onde não há exigência de visto de entrada no Canadá o documento não é necessário, mas para brasileiros é sim.
A primeira coisa que você precisa saber é: para pedir o Visto de Trânsito para o Canadá você precisa ter a passagem aérea em mãos. Esta é uma exigência do Consulado que comprova que seu voo terá uma conexão em território canadense.

Validade do visto de trânsito para o Canadá

O visto de trânsito, apesar do nome, pode ter uma validade longa: de seis meses a um ano. O que interfere na validade do visto são as determinações da imigração diante das justificativas apresentadas pelo solicitante durante o processo de solicitação do documento, como os casos de viagens para intercâmbio, por exemplo. De qualquer forma é o consulado que irá determinar o final da validade do visto, que também pode ser pela data de retorno marcada no ticket na companhia aérea.

Entretanto, os detalhes sobre a permissão das entradas é que o difere dos outros que podem ter validade semelhante, como o de turista, por exemplo. A partir da emissão do visto de trânsito, fica válido apenas duas entradas com a duração máxima de 48 horas cada. Entende-se então que o visto de trânsito atende viajantes que precisam de uma escala ou conexão na ida e outra na volta.

Visto de Trânsito para o Canadá
Visto de Trânsito para o Canadá

Como solicitar o visto de trânsito para o Canadá?

Igualmente a tudo que diz respeito à documentação, o Visto de Trânsito deve ser solicitado com antecedência mínima de dois meses da viagem, e o solicitante deve estar atento à apresentação da documentação que é igual as outras modalidades de visto, só que neste caso inclui-se a passagem aérea de ida e volta. Além disso, caso o país destino final exija o visto para brasileiros, é preciso que você também apresente o visto deste país aprovado durante o processo de solicitação, como é o caso dos Estados Unidos, por exemplo.

Para solicitar este visto há 4 formas:

  • Online pelo site www.brasil.gc.ca na seção de “Visto de Residente Temporário“, para este caso não há pagamento de taxa;
  • No Consulado mais próximo à sua cidade e que esteja habilitado para esses processos (Atenção! O consulado não recebe pedidos pelos Correios) – também sem pagamento de taxa;
  • Pela Central de Solicitação de Vistos (VAC) com unidades em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, que oferece o serviço mediante o pagamento de uma taxa. Neste caso, o processo dura, em média, 10 dias úteis. Para quem tem dificuldades com os idiomas inglês ou francês, esta é uma boa alternativa para dar entrada no pedido;
  • Assessoria especializada – Uma boa forma para quem quer comodidade, minimizar a burocracia e ainda ter as dúvidas sanadas sobre o processo é contratar uma empresa especializada em vistos. Nós fazemos isso por você.

Para pessoas com dupla cidadania, sendo que uma delas não seja exigido o visto canadense e o viajante tenha o passaporte do referido país em mãos, o visto não é necessário.

Entretanto, todas as outras normativas da imigração canadense são aplicadas.

Autor: Alexandre Luis Pedrosa– Ajuda seus clientes a solicitar o Visto de Trânsito para o Canadá quase todos os dias.


Alexandre Luis Pedrosa

sobre Alexandre Luis Pedrosa

Já viajou pelo Canadá de ponta a ponta. Sabe tudo sobre o Canadá. Certificado pela Comissão de Turismo Canadense; Especialista em vistos, imigração e sobre o Sistema Educacional no Canadá e Consultor no setor de vistos para diversas agências e empresas do Brasil. Escritor de contos e do E-book "99 atividades e atrações grátis para fazer no Canadá". Um eterno apaixonado pelo Canadá.

Escreva para nós aqui >