Visto canadense negado: Porque não fazer o processo de visto canadense online


O visto para o Canadá é um assunto que “dá pano pra manga”. No caso do visto canadense online muitas dúvidas surgiram, ou aumentaram, com algumas mudanças promovidas pelo Ministério de Imigração e Cidadania do Canadá no ano de 2014 e com o início do novo programa de imigração Express Entry, em janeiro de 2015. Um importante esclarecimento a se fazer é que os programas de imigração para o Canadá não impactam diretamente nas solicitações de visto se essas forem para viagens com ida e volta determinadas como, por exemplo, intercâmbios ou turismo.

visto canadense online

Ao longo do tempo foi criada uma atmosfera mítica em torno dos processos de vistos internacionais, principalmente quando eles têm como finalidade uma estada maior no país visitado, o visto com permissão temporária. No caso dos vistos canadenses são possíveis solicitações vindas diretamente do requerente ou por meio de assessorias de documentação, os conhecidos despachantes para vistos. O processo é trabalhoso pelas interpretações necessárias e pelos detalhes e tudo isso é importante porque determinam o sucesso da aplicação.

Como não se sai por aí pedindo vistos todos os dias, as pessoas acumulam dúvidas e recaem em erros que fazem seus vistos serem negados pelo Consulado do Canadá quando tentam fazer todo o processo sozinhas encorajadas por tutoriais da internet ou por quem teve sucesso nessa empreitada, ou por considerarem mais barato. Há quem consiga? Sim, há. Mas a maioria que não consegue só descobre os erros e os porquês quando analisam minunciosamente o processo, pois nem sempre o consulado responde aos questionamentos que podem ser encontrados no site com facilidade antes de qualquer solicitação realizada. Essa informação está no próprio site do Consulado Geral do Canadá.

Dificuldades para solicitar o visto canadense online

Primeiramente, todo o processo (todo mesmo!) é em inglês, o que pode gerar dúvidas das mais simples as mais complexas em termos de interpretação antes mesmo de chegar na fase dos formulários.

Outros pontos importantes são:

  • Variação cambial no pagamento das taxas: Todas as cobranças relacionadas à solicitação do visto canadense são em dólares canadenses. Portanto, na hora do pagamento das taxas por meio do cartão de crédito – que tem de ser internacional - será primeiramente convertido da moeda canadense para o dólar americano, incidindo taxas cambiais variáveis de acordo com o dólar na data do pagamento do seu cartão em Real. E vale lembrar que cada administradora de cartão de crédito tem autonomia para prática de cobranças de serviços como esse. Ou seja, são as cobranças de taxas em moeda internacional que passam por duas conversões e tem incidência de taxas de serviços da administradora de cartão;

Além disso, todo o pagamento é processado no Canadá e qualquer problema nessa etapa só é detectado lá. Portanto, de nada vai adiantar tentar resolvê-lo no consulado canadense no Brasil, muito menos tirar dúvidas na etapa dos pagamentos;

  • Cobrança de IOF: Além disso, sobre a cobrança das taxas em moeda estrangeira incide mais duas taxas, o Imposto sobre Transações Financeiras (IOF) que é o salgado 6,38% e também a variação cambial por parte da administradora do cartão;
  • Taxa VFS: Ainda que o visto seja solicitado junto ao Consulado Canadense, quem é responsável pelo trânsito de seus documentos é uma empresa chamada VFS. Ela recebe seus documentos e os envia ao consulado e, no final da aplicação, os reenvia ao solicitante. Para isso tem taxa? Sim;
  • Taxa Courrier: Como se não bastasse o pagamento da taxa VFS, ainda tem a Taxa Courrier, para que seu processo retorne a suas mãos. Essa taxa é fixada no dólar e pode ocorrer variações. Em alguns casos, o valor beira ao triplo de um SEDEX para o mesmo destino, Ou seja, mais dinheiro;
  • Dificuldade de contato com o Consulado: Todo e qualquer problema com a solicitação é atendido pela sede do consulado no Canadá e de forma muito objetiva, pois os formulários são elaborados para conter as informações essenciais para cada aplicação de visto. O que diferencia cada solicitação é a análise realizada anteriormente a escolha das opções no site do Consulado Geral que irão determinar o tipo de visto a aplicar. Ou seja, se já nesse passo o solicitante tiver dúvidas e se confundir pode realizar todo o processo errado e para um visto diferente do objetivo e terá que contar com atendimento realizado fora do Brasil, desde que o consulado entenda que isso seja realmente necessário;
  • Prazos para envio de documentos: Como falamos existem tutoriais na internet explicando como conseguir dar entrada no visto canadense online diretamente pelo site do consulado do Canadá, e isso encoraja as pessoas a fazer tudo sozinhas desde os primeiros passos até envio de documentação que tem prazos e padrões a cumprir. É importante lembrar que os prazos para o envio de documentos ao consulado canadense são independentes aos prazos de órgãos brasileiros ou de qualquer instituição que se faça necessário apresentar na aplicação do visto, isso facilita a perda de prazos. Prazos expirados, aplicação perdida.
  • Documentação fora do padrão: O Consulado determina padrões para o envio da documentação, se a mesma estiver incompleta ou com qualidade inferior por parte do solicitante novos pedidos podem surgir – isso não é garantido – ou o visto pode ser recusado por inconsistência e nem sempre o consulado dá detalhes sobre o que estava errado com sua solicitação.

Prazo para obtenção do Visto Canadense online x Empresa Despachante Visto Canadense

Em relação ao tempo do processo e obtenção de visto, tanto o processo online quanto o realizado por um despachante para visto tem a mesma duração. O que difere mesmo é a expertise que a empresa especializada em documentação aplicará na solicitação para o sucesso do seu requerimento de acordo com o perfil e o objetivo da sua viagem. Além da comodidade de um serviço feito por profissionais sem que você precise ir ao escritório, já que é o despachante de visto quem se responsabiliza por todo o trâmite junto ao consulado do Canadá.

Ainda tem alguma dúvida sobre o processo de visto canadense online? Nos diga qual é, será um prazer responder.

 

Autor: Alexandre Luis Pedrosa – Que já solicitou além do dele, centenas de vistos para o Canadá.

Escreva direto para o autor: alexandre@vistoparaocanada.com.br 

 

 


Alexandre Luis Pedrosa

Sobre Alexandre Luis Pedrosa

Já viajou pelo Canadá de ponta a ponta. Sabe tudo sobre o Canadá. Certificado pela Comissão de Turismo Canadense; Especialista em vistos, imigração e sobre o Sistema Educacional no Canadá e Consultor no setor de vistos para diversas agências e empresas do Brasil. Escritor de contos e do E-book "99 atividades e atrações grátis para fazer no Canadá". Um eterno apaixonado pelo Canadá.

Escreva para nós aqui >