Turismo no Canadá

O turismo no Canadá vem ganhando cada vez mais fãs brasileiros


Olhando o mapa já bate aquele temor se o turismo no Canadá vale a pena em poucos dias. O território é imenso formado por 10 províncias, três territórios, muita coisa para ver, conhecer e lugares para ir. Partir com um roteiro básico em mente ajuda muito para conhecer o país pelas cidades mais visitadas do Canadá, e com atrações famosas a viagem fica mais intuitiva e organizada.  Basta pesquisar nos pacotes das operadoras de viagem ou na internet para ter ideia das atrações turísticas e cartões postais do país, mas em um roteiro particular a viagem pode ser mais proveitosa.

Acompanhe essas dicas e escolha o que conhecer quando for fazer turismo no Canadá:

Turismo no Canadá: O que é imperdível em cada uma das cidades mais visitadas

Turismo em Montreal 

Preservada, festiva e organizada. Apenas olhando o mapa de Montreal se tem uma ideia de onde ir e como voltar. A segunda maior cidade francesa do mundo, que é a maior de Quebec, na verdade, é uma grande ilha, cercada de pequenas outras, onde a história é preservada nos prédios antigos, herdados dos tempos de ocupação francesa, e a agitação trazida pelos festivais culturais, gastronômicos e eventos esportivos leva um grande número de turistas que oxigenam a cidade.

Turismo no Canadá - Montreal - Marché Bonsecours

Turismo no Canadá - Montreal - Marché Bonsecours

Se o passeio começar pela Ville-Marie (centro da cidade) é ótimo. A arquitetura em estilo Vitoriano das casas e prédios na Old Montreal ou Vieux-Montreal é encantadora. Chinatown e Little Italy também estão nessa região e são visitas obrigatórias para os turistas. Ali também está o Porto Velho, que recebe festivais no verão e é ideal para patinação e passeios de bicicleta.

Montreal tem dezenas de museus, entre eles estão centros e institutos de preservação de variados temas. Entre esses locais, os mais “famosos” são: Centre d'histoire de Montréal, Sir-George-Étienne-Cartier National Historic Site of Canada, La Maison de Mère d'Youville, Bank of Montreal Museum, Château Ramezay - Historic Site and Museum of Montréal, Marguerite-Bourgeoys Museum, Pointe-à-Callière, Montréal Museum of Archaeology and History) com acesso relativamente simples pela Rue Notre-Dame.

Aliás, simplicidade é a palavra de ordem para se conhecer Montreal. Para a maioria dos locais você pode se locomover a pé, de bicicleta ou metrô e para os turistas essas opções são as melhores para entrar no clima e curtir de verdade a cidade.

Outras atrações turísticas de Montreal:

  • Basílica de Notre-Dame – Tão imponente e bonita quanto a original de Paris (pertinho do centro, na Old Montreal ou Vieux-Montréal). O patrimônio religioso de Montreal é realmente rico, além dessa, a Christ Church Cathedral, St. James United Church, Mary Queen of The World Cathedral (Com suas 13 estátuas dos padroeiros doadas pelas paróquias de Montreal. Mundialmente conhecida é sede da arquidiocese de Monteal) também valem a visita;
  • Marché Bonsecours (Mercado Municipal de Montreal) – Lojas, restaurantes, boutiques e espaços para exposições de arte em um dos 10 melhores prédios de todo o Canadá;
  • Boulevard Saint-Laurent – Aproveite a caminhada do trecho norte ao sul de Montreal pela via mais antiga da cidade que abriga vários restaurantes e lojas e ainda pode ser ponto de partida para explorações em diferentes regiões da cidade por sua localização estratégica;
  • Tenda do Cirque Du Soleil – A origem de uma das mais famosas expressões de arte circense dos tempos modernos é em Montreal;
  • Le Marché du Vieux-Port – um lugar para fazer parte do roteiro gastronômico em Montreal e comprar produtos típicos canadenses, como Maple Syrup, por exemplo;
  • Rue St-Paul – Uma das melhores coisas para se fazer em todo o percurso por essa rua é: comer! É fundamental conhecer as principais lojinhas e restaurantes para descobrir sabores, texturas e cores da culinária local;
  • St-Viauteur Bagel – Ótima parada para comer o verdadeiro bagel que os canadenses tanto amam;
  • Parc Olympique de Montréal (Parque Olímpico de Montréal) – Bem próximo ao Stade Olympique (Estádio Olímpico). Ambos são herança dos Jogos Olímpicos de 1976 e muito visitados, inclusive pela vizinhança com Biodôme de Montreal (Zoológico coberto) e o Planetarium;
  • Botanical Garden (Jadin Botanique de Montreal) – Belíssimo durante o dia é o segundo maior do mundo, mas para quem preferir ir a noite pode curtir o Gardens of Light, um empolgante show de luzes e cores.

Turismo em Quebec (Quebec City) 

Turismo no Canadá - Terrace Dufferin e Château Frontenac ao fundo

Turismo no Canadá - Terrace Dufferin e Château Frontenac ao fundo

O que mais se ouve é Ville du Québec. Esse pedaço da Província do Quebec tem um tesouro que é sua capital preservada, histórica e banhada pelo Rio São Lourenço, lá é como estar em um pedacinho da França.

A Old Ville (Vieux-Québec) é circundada por uma grande muralha de 4 km e dividida entre Haute Ville (cidade alta) e Basse Ville (cidade baixa), na primeira estão o Château Frontenac, famoso cartão postal do Canadá, o Terrase Dufferin, um deck com vistas para o rio e para o castelo, o Place de l’Hôtel-de-Ville e a basílica de Notre Dame du Québec (mais que um patrimônio cultural), a primeira paróquia católica da América do Norte.

Na cidade baixa, a Place Royale, o Old Port, Musée de la civilisation, o Musée de la place-Royale e a igreja de Notre-Dame-des-Victoires são as atrações mais visitadas dessa região. Ao caminhar pela rua Saint-Paul as lojas, cafés e galerias pedem uma pausa para apreciar os detalhes do que é oferecido.

La Citadelle é uma fortaleza do século XVI que fascina os visitantes até os dias atuais. Um lugar que simboliza a batalha entre Inglaterra e França pelo território e abriga atualmente o museu da história militar e o 22° Regimento Real do Canadá.

Turismo em Ottawa 

Localizada entre Montreal e Toronto, a capital do Canadá fica em Ontario e faz parte de muitos roteiros turísticos. A localização ajuda e facilita a exploração da cidade. E as atrações de Ottawa merecem mesmo ser visitadas.

Turismo no Canadá - Ottawa - Rideau Canal e Parliament Buildings ao fundo

Turismo no Canadá - Ottawa - Rideau Canal e Parliament Buildings ao fundo

A capital do Canadá é multiétnica e, igualmente às outras cidades mais visitadas, recebe muitos intercambistas de várias partes do mundo e um número menor do Brasil. Para brasileiros que procuram intercâmbio no Canadá e querem exercitar mais o inglês é muito bom. 

Ottawa no verão é agitada com a presença dos estudantes que circulam pelas ruas e pela chance de fazer passeios de onde se pode curtir:

  • The Parliament Hill - Os prédios do Parlamento estão as margens do Rio Ottawa e, no verão, recebe muitas visitas que passeiam pelos jardins do Parlamento e aguardam a troca de guarda, todas as manhãs entre o fim dos meses de junho e agosto, às 10h. Na mesma época acontece o show de luzes e as visitas noturnas, sempre acompanhadas de monitores, que contam tanto fatos históricos quanto fantasmagóricos. A Biblioteca do Parlamento é tão histórica quanto o conjunto de edificações Neogóticas por ser a única que sobreviveu ao famoso incêndio de 1916;
  • Bytown Museum e Rideau Canal – Continuando a caminhada para a exploração de Ottawa, um lugar que conta a história da cidade é esse museu. Patrimônios Mundiais da Unesco, ambas construções estão intimamente ligadas à história da formação de Ottawa. A hidrovia foi construída para defender essa parte do território e o Bytown (o primeiro nome de Ottawa) era a edificação usada como base militar. Os fatos históricos são datados do início do século XIX, 1826;
  • Sussex Drive – Um percurso necessário em seu roteiro por Ottawa. Ao todo dessa via estão, aproximadamente, 100 lojas, restaurantes e cafés. Além de prédios importantes da cidade, como a casa do Primeiro Ministro, a prefeitura de Ottawa, as embaixadas dos Estados Unidos, França, Arábia Saudita, Japão, a National Gallery of Canada ou Musée des Beaux-Arts du Canada (parada obrigatória), a Rideau Falls (batizada antes mesmo do rio Rindeu). No verão alguns trechos da Sussex são bloqueados para automóveis para incentivar a prática de patinação, passeio de bicicleta e caminhadas. O mesmo acontece com outras ruas dos arredores;
  • ByWard Market ou The Market – Cultura local traduzida em sabores. No verão é possível degustar algumas delícias nos cafés enquanto se conhece mais a fundo o que é vendido nesse tradicional mercado de Ottawa. Ele fica na Sussex Drive, a céu aberto, entre cruzamentos movimentados, por estar numa importante região comercial da Lower Town (Cidade Baixa);
  • Notre-Dame Cathedral (ou Le Cathédale Notre-Dame) outro ponto imperdível da Sussex Drive. Ottawa tem a sua versão da basílica em estilo gótico com traços bem particulares. A ornamentação e as cores chamam atenção nessa que é uma das poucas igrejas da cidade, mesmo sendo uma construção tão antiga da segunda metade do século XIX;
  • Gatineau Park - A visitação é proveitosa em qualquer época do ano. No parque, atividades como patinação, esqui, trilhas, observação da natureza selvagem, natação e acampamento atrai muitos turistas a Ottawa. A natureza dá um espetáculo a parte no Gatineu e no verão até o coaxar dos sapos têm público garantido.

A vida noturna de Ottawa é bem servida de música de diferentes estilos, boas bebidas nos pubs, dança, teatro e orquestra no National Arts Centre (Centro Nacional de Artes);

No inverno aproveite para conhecer com calma os acervos dos museus, os detalhes internos dos prédios do Parlamento, a patinação no Canal Rindeu, inteiramente congelado, é uma das mais charmosas atrações de Ottawa.

Turismo em Toronto (ou “Ponto de Encontro”) 

A maior cidade da Província de Ontário. Seu nome faz jus ao que se encontra nas ruas da cidade, mais de 100 comunidades estrangeiras habitam essa Toronto, que desde o final do século XIX tem recebido muitos imigrantes. Misturam-se com as paisagens cinematográficas, sotaques orientais, asiáticos, africanos e sul americanos que brindam os turistas com bairros como Koreatown, Chinatown, Little Italy, Little India e Greektown. Uma passada nesses bairros garante boas comprinhas e comidas típicas de primeira.

Turismo no Canadá - Toronto - CN Tower e Toronto at night

Turismo no Canadá - Toronto - CN Tower e Toronto at night

Não é difícil saber o que fazer em Toronto de dia, nem a noite. Um roteiro básico pela cidade pode começar por Downtown de onde se vai a pé até a CN Tower (a torre de 553 metros de altura é um ponto de observação mundialmente conhecido e a atração turística mais visitada do Canadá); se gosta de esportes ir ao Rogers Centre vale a pena; uma ida a Stream Whistle Brewery em boa companhia para conhecer a fabricação e degustar a famosa cerveja canadense; conhecer um pouco das margens do Lago de Ontario pela extensão do Harbourfront Centre, um complexo de lojas, restaurantes, espaços públicos com atrações nas águas do lago. Em todas as estações do ano, o Harbourfront Centre tem uma programação especial. O Museum of Art Inuit também está nesse local.

Ainda a pé, no caminho para St Lawrence Market & Hall, vale uma parada Hockey Hall of Fame para ver de perto as conquistas do hóquei no gelo e a trajetória de grandes atletas do esporte.

Visite também:

  • Ripley’s Aquarium of Canada – Além das mais de 13 mil espécies marinhas e 450 de água doce em um espaço enorme organizado em 9 galerias, a vizinhança com a CN Tower torna essa atração bem interessante para se fazer com a família;
  • St Lawrence Market & Hall – O melhor mercado de alimentos do mundo (National Geographic, 2012) é uma descoberta gastronômica a cada parada. Em seus três pavimentos: South Market, North Market e o St. Lawrence Hall mantêm os costumes de comercializar alimentos frescos, pescados, artesanato local e agricultura sazonal. A comida típica canadense está presente no Peameal Bacon (sanduíche de bacon canadense), no Bagel com Lemon Marmalade, nos rótulos das cervejas e vinhos;
  • St James Cathedral – A construção iniciada em 1850 é um exemplo da arquitetura Gótica e sua harmonia entre os espaços internos e externos. O St James Park faz parte da catedral e compõe a paisagem com seus jardins em estilo Vitoriano;
  • Old City Hall – O antigo prédio da prefeitura de Toronto é um monumento histórico nacional do Canadá e atual sede das cortes judiciárias municipais. Projetado entre os anos de 1886 e 1888, o edifício só foi inaugurado em 1899 permanecendo sólido mesmo sob a ameaça de demolição décadas atrás, impedida por protestos da comunidade;
  • Campbell House – A casa mais antiga da região que não sucumbiu as grandes construções ou as atividades comerciais do final do século XIX. O estilo arquitetônico Georgiano é outra característica rara da propriedade;
  • AGO Art Gallery of Ontario – Ao chegar nesse ponto da cidade já se sabe estar em Chinatown. São 45.000 m² para a exposição de arte moderna e contemporânea em exposições permanentes. Esse museu também recebe grandes nomes da arte mundial;
  • Queen’s Park - A homenagem a Rainha Victoria abriga outras atrações turísticas de Toronto, como a Assembléia Legislativa de Ontário, a Hart House (uma das instalações da University of Toronto) e o Royal Ontario Museum (ao norte do parque);
  • Path – Conhecer uma cidade sob Toronto. Cerca de 1200 lojas, cinco estações de metrô, hotéis e trem para fugir do frio, que pode chegar a 30° negativos no inverno;
  • Parques de Toronto – Entre um almoço, café ou visita, caminhar pelos parques e regiões da cidade revigoram as energias. Os mais visitados são Trinity Bellwoods, High Park e o Humber Bay;
  • Niagara Falls – Não fica em Toronto, mas pela proximidade (pouco mais de 120 km do centro) é muito comum a visita.

Turismo em Vancouver 

Contrastes em harmonia. Considerada uma cidade jovem e cosmopolita, Vancouver tem um viés de preservação da natureza e sustentabilidade muito acentuado, mesmo sendo urbanizada e cheia de prédios modernos. Pudera, com as belezas naturais cinematográficas de Vancouver não é para menos.

Para admirar a beleza dessa cidade antes de conhecer tudo de perto a visita ao Mirante de Vancouver Lookout, no Harbor Center. Pela visão 360° da plataforma se avista a Lions Gate Bridge, Grouse Mountain, Mount Seymour e o porto.

Turismo no Canadá - Vancouver - Vista de West End em Vancouver com Grouse Mountain ao fundo

Turismo no Canadá - Vancouver - Vista de West End em Vancouver com Grouse Mountain ao fundo

Não deixe de explorar o lado urbano da cidade antes de cair de cabeça nas riquezas naturais de Vancouver. Ande pelo Public Market, na Granville Island, para ter a noção de como a gastronomia local é nobre com produtos frescos e de qualidade; Aprecie o estilo de Chinatown, esse pedaço asiático que guarda o surpreendente Dr Sun Yat-Sem (jardim japonês); Vá no Canada Place, faça fotos e experimente o Fly Over Canada, um simulador de voo de exploração do Canadá; Escolha uma boa leitura na Vancouver Public Library, um belíssimo prédio com teto e janelas de vidro na West Georgia Street.

A atividade física e o esporte são muito incentivados em qualquer época do ano na cidade toda. Pelas ciclovias, ciclofaixas ou caminhando é possível conhecer alguns pontos turísticos de Vancouver no verão. Por exemplo, O Stanley Park tem imensa área verde, praias, jardins, praças para esculturas ao ar livre, vida selvagem e tantas outras atrações.

Vancouver tem centenas de parques e áreas verdes para todos os gostos. As principais atrações turísticas de Vancouver envolvem a natureza:

  • Capilano Suspension Bridge Park – Um dos mais belos e procurados locais de Vancouver. Andar sobre as copas das árvores a 70 metros do rio Capilano, sentir o cheiro da floresta do alto pelo Treetop Adventure ou perder o fôlego na plataforma estaiada Cliffwalk são algumas coisas a se fazer no Capilano Suspension Bridge Park. Atividades para crianças e prática de esportes em contato com a natureza também são ótimas formas de conhecer o parque;
  • Lynn Canyon Park – Também oferece travessia em ponte suspensa, uma versão menor, mas igualmente interessante. Os visitantes procuram trilhas, espaços para piqueniques e cachoeiras;
  • Grouse Mountain – Prática de esqui e milhares de turista todos os anos. No verão a montanha é frequentada para passeios em trilhas, observatório de aves de rapina, passeios de teleférico (funciona no inverno) e caminhadas por trilhas tanto com opções para amadores ou profissionais. Snowboard e patinação no gelo são outras práticas comuns do local;
  • English Bay – A praia de Vancouver são bem frias comparadas aos padrões brasileiros. Ao lado do Stanley Park, no verão, é o um point para avistar o pôr do sol, que acontece entre 21h e 22h e é considerado o mais bonito do Canadá. Aproveite a caminhada Sea Walk e conheça as praias vizinhas e suas belezas naturais distintas;

A certeza que fica é da riqueza histórica e belezas para se deslumbrar com o turismo no Canadá. Por isso, a cada ano a procura dos brasileiros por intercâmbio no Canadá cresce e, aos que sonham passar meses em alguma dessas cidades canadenses, os passeios turísticos acabam sendo muito úteis antes da decisão final.

 

 

Autor: Alexandre Luis Pedrosa – Conhece de perto + de 30 cidades no Canadá e poderá te ajudar com dicas.

Escreva direto para o autor: alexandre@vistoparaocanada.com.br   


Alexandre Luis Pedrosa

sobre Alexandre Luis Pedrosa

Já viajou pelo Canadá de ponta a ponta. Sabe tudo sobre o Canadá. Certificado pela Comissão de Turismo Canadense; Especialista em vistos, imigração e sobre o Sistema Educacional no Canadá e Consultor no setor de vistos para diversas agências e empresas do Brasil. Escritor de contos e do E-book "99 atividades e atrações grátis para fazer no Canadá". Um eterno apaixonado pelo Canadá.

Escreva para nós aqui >