Imigrar para o Canadá

A economia Canadense não anda bem das pernas, mas por que tanta gente quer Imigrar para o Canadá? 6


Grandes veículos como The Walt Street Journal e Business Insider noticiaram recentemente a estagnação de alguns mercados canadenses e como esse cenário econômico pode ser visto como uma pré-recessão que vem tirando empregos e fazendo o PIB do país encolher. Os dados não são positivos, mas, desse lado do Oceano Atlântico, muitos brasileiros continuam considerando que imigrar para o Canadá seria a chance de conquistar um padrão de vida impraticável no Brasil. Será mesmo?

Os dados divulgados pela agência de estatísticas do Canadá foram mais preocupantes que a estimativa pessimista de 0,0% de crescimento para PIB do país no primeiro semestre de 2015. A economia canadense encolheu 0,2% em maio e um dos motivadores dessa queda é um dos setores de maior pulso para o país: Petróleo e Gás, que apresenta a baixa dos preços dos barris, redução de gastos e a maioria dos projetos de expansão cancelados para este ano.

Um setor desse porte entrando em crise compromete consistentemente a economia e, apesar de muitas pessoas não associarem uma coisa a outra, esse fato pode frustrar o “sonho canadense” de alguns brasileiros. O motivo está na dependência do Canadá com essa indústria. Para ter uma ideia, graças a essa má fase, o dólar canadense tem deixado de ser atraente quando comparado a moeda norte americana quando usado em transações internacionais, custando menos que 0,80 centavos de dólar.

Setores como Construção Civil, comércio, importação e exportação sofrem um declínio considerável nesse cenário e, consequentemente, engrossam os índices das taxas de desemprego.

Enquanto estudos complexos são realizados e os especialistas desenham mapas sobre a economia do Canadá, muitos brasileiros direcionam os planos de uma vida futura e garantia de melhor qualidade de vida indo estudar ou imigrando para o Canadá.

Quais as garantias de uma vida próspera em um país que declara tempos difíceis na economia, principalmente para quem quer imigrar para o Canadá?

As dimensões continentais do Brasil escondem as armadilhas da desigualdade social e da má distribuição de renda que, aliados a uma economia instável e a violência, instigam - e em muitos casos determinam - o desejo de ir embora do país. A busca por melhor qualidade de vida no Canadá se torna ainda mais latente quando pesquisas de grandes instituições mundiais apontam as taxas de satisfação, os índices positivos de habitabilidade e a excelente qualidade do ensino canadense.

Com o salário mínimo atraente na maioria das províncias, o Canadá reflete uma estabilidade financeira que agrada brasileiros que, por sua vez, dão asas a sonhos mais palpáveis que o enriquecimento visto em roteiros de cinema. Imigrar para o Canadá está muito mais para uma vida sem sustos, que uma fábula de milhões de dólares.

O salário mínimo no Canadá está entre CAD$ 10,00 e CAD$ 11,00 por hora e varia de província para província, atingindo a prospera marca de CAD$ 12,50 em Northwest Territories. Sendo assim, quem trabalha 40 horas semanais tem a média salarial de CAD$ 1.800,00 por mês. Podem acontecer reajustes anuais, mas isso passa longe de ser uma regra. Quem recebe esses salários? Cerca de 6,7% da população canadense, a maioria são jovens em idade escolar e pessoas sem formação universitária. Ou seja, quem investe mais em estudos, ganha mais.

Basta uma rápida pesquisa sobre os impostos no Canadá para saber que esse quesito pesa no orçamento e torna o custo de vida alto como um todo, afinal não se sobrevive por lá apenas com compras em hiper supermercados e lojas de CAD$1 dólar.

A compensação, entretanto, se vê no retorno oferecido pelo governo e suas províncias. Espaços públicos bem cuidados, índices de violência baixíssimos, ótimas estradas, ensino de qualidade, sistema de saúde funcionando, turismo diversificado ao “alcance das mãos”. Mesmo em cidades famosas como Toronto, Vancouver, Montreal, Victoria, Calgary e Ottawa, onde a taxa populacional é alta, a qualidade de vida em algumas delas aparece em rankings de melhores lugares para se viver em todo o mundo.

Profissões em demanda como TI, enfermagem e fisioterapia, por exemplo, são chamarizes para imigrar para o Canadá, ainda mais quando há a possibilidade de concluir os estudos no exterior ou se especializar com cursos de pós-graduação. Isso aumenta as chances de se manter no país com um crescimento profissional e financeiro mais contínuo, pois o Canadá valoriza a especialização e os estudos em virtude de uma mão de obra qualificada.

Os economistas apresentam a solução para essa possível crise na economia canadense na diversificação e no crescimento de outros mercados, o que numa fase de transição, aqueceria timidamente alguns setores da economia e, em longo prazo, acabaria com a dependência do petróleo e gás.

Enquanto isso, os brasileiros que sonham em imigrar para o Canadá focam nos benefícios que o país pode trazer quando se fala em qualidade de vida, seja para si ou para imigrar com a família, melhor remuneração salarial, chances consistentes de crescimento profissional, conhecer novas culturas e ter uma vida mais justa.

 

 

Autor: Alexandre Luis Pedrosa – Sabe tudo sobre o Canadá.

Quer ajuda? Escreva direto para o autor: alexandre@vistoparaocanada.com.br


Alexandre Luis Pedrosa

sobre Alexandre Luis Pedrosa

Já viajou pelo Canadá de ponta a ponta. Sabe tudo sobre o Canadá. Certificado pela Comissão de Turismo Canadense; Especialista em vistos, imigração e sobre o Sistema Educacional no Canadá e Consultor no setor de vistos para diversas agências e empresas do Brasil. Escritor de contos e do E-book "99 atividades e atrações grátis para fazer no Canadá". Um eterno apaixonado pelo Canadá.


Escreva para nós aqui >

6 thoughts on “A economia Canadense não anda bem das pernas, mas por que tanta gente quer Imigrar para o Canadá?