Imigrar para o Canadá por conta da crise no Brasil? Será que é a decisão certa?


A vontade de ir embora do Brasil tem crescido vertiginosamente entre alguns brasileiros, ainda que muitos não tenham ideia de como é restabelecer de fato a vida em outro país, enfrentar uma cultura completamente diferente até se adaptar e se deparar com outros problemas longe de amigos e, na maioria dos casos, da família. Pensar que os problemas ficarão no Brasil – e são exclusivos do país – quando o sonho é imigrar para o Canadá pode ser o primeiro passo para o fracasso no seu planejamento de imigração. Já ter motivos consistentes e se preparar para a realidade canadense ajuda a manter o foco e estabelecer um plano para imigrar para o Canadá realizável.

O Canadá é o eleito quando o assunto é estudar inglês no exterior com ótima relação custo x benefício ou quando as férias no exterior não merecem ser adiadas por conta do dólar alto, mas graças à popularidade dos blogs e vídeos que mostram experiências bem sucedidas e como imigrar para o Canadá por meio dos programas provinciais ou federal conquistar a vida dos sonhos fora do Brasil não está parecendo tão difícil.

Mas afinal, existem motivos certos que ajudem no sucesso de um planejamento de imigração?

 

A crise não deve ser o motivo para imigrar para o Canadá, a decisão vai muito além disso

O que muita gente não para pensar é que não são os problemas do país de origem que devem ser a principal motivação para imigrar para o Canadá. Muita gente vai discordar, mas explicamos.

As missões de recrutamento canadenses que buscam brasileiros para trabalhar no Canadá querem mais que bons trabalhadores para ocupar vagas, o que eles e as outras empresas procuram são estrangeiros altamente qualificados que correspondam as seguintes expectativas:

Fluência no idioma: falar inglês ou francês fluentemente é fator determinante que aumenta a produtividade e segurança do imigrante. Nem todas as pessoas que pensam em ir embora do Brasil estão preparadas e com esse item em dia, o que implica em investir dinheiro e tempo num período de estudo de idioma.

Curso superior: Isso é um fato que elimina muitas pessoas na aplicação de um programa de imigração. Apesar de existir empregos para pessoas sem formação, como em todo o país, a dinâmica do mercado de trabalho prioriza contratar canadenses em primeiro plano, abrindo vagas para estrangeiros quando comprovada a necessidade para o governo canadense. As pessoas com formação superior têm as chances aumentadas de se tornar competitivo no mercado de trabalho canadense, principalmente quando agregada a experiência profissional comprovada.

Quando a formação acontece dentro do Canadá, seja em um   ou  , as perspectivas são ainda mais positivas. Para as chances de sucesso ainda ser mais consistentes, a formação deve acompanhar a demanda do mercado.

 

Mas não é só isso, no seu plano para imigrar para o Canadá os seguintes itens precisam estar ok:

Situação financeira – Além de toda a preparação necessária para ir embora do país totalmente de acordo com as leis locais é preciso um suporte financeiro, pois o processo todo pode levar anos e envolve custos com validação de diploma, realização da prova de proficiência de idioma e comprovação de recursos.

Estar preparado para as mudanças – talvez esse seja o trecho mais importante deste texto.  As questões emocionais e sociais que uma mudança desta traz podem acarretar em muito estresse. Muitas pessoas pensam em apenas fugir dos problemas do Brasil e isso é um erro. Além de cumprir os itens citados anteriormente, estar apto para acolher abertamente uma nova cultura e fortalecido para enfrentar os tipos de problemas comuns aos canadenses e imigrantes já é “meio caminho andado”.

A distância dos amigos e da família, o inverno rigoroso, a competividade do mercado de trabalho, a dificuldade com o idioma, se adaptar a uma nova cultura… a lista de mudanças e desafios é grande, mas o preparo para essa rotina começa muito antes de sair do Brasil e a motivação deve ser o seu desempenho e estabilidade neste novo país, não os problemas já vividos no país, pois esse cenário muda e se você continuar com os mesmos pensamentos não conseguirá enxergar e tirar proveito dessas mudanças.

Obviamente se compararmos a realidade brasileira com a canadense, as diferenças serão assustadoras. A crise econômica enfrentada no Canadá pouco lembra o período que se passa atualmente no Brasil, mas o impacto social, no mercado de trabalho e na estabilidade financeira é inerente em ambos os países. Ou seja, problemas e riscos existem em todos os países, apesar da reação positiva do PIB do Canadá que refletiu na superação da recessão do primeiro semestre.

Apesar da fama de bons trabalhadores, os brasileiros estão suscetíveis aos duros processos seletivos para as vagas de emprego no Canadá e ao período de experiência na empresa diante de colegas e chefes canadenses.

O que o Canadá garante mesmo depende dos seus objetivos e escolhas no país. A distribuição econômica que prioriza as condições de uma vista mais justa, não significa riqueza, um mercado de trabalho com setores aquecidos, não significa emprego garantido, estar em um dos países com melhor habitabilidade no mundo, não exclui índices de violência e vulnerabilidade, ganhar o salário em dólar, não te eleva à classe A. Imigrar para o Canadá não é ir para o paraíso, tampouco se livrar de todos os problemas, ainda que chances de uma condição de vida estável sejam mais consistentes.

 

Agora, se você vai apenas estudar ou visitar o Canadá, saiba mais como solicitar conosco e sobre documentos para visto canadense:

Quer saber mais sobre Visto de Estudante para o Canadá – Study Permit >>

Vai apenas visitar o Canadá? Veja sobre visto de turismo >>

 

 

Autor: Alexandre Luis Pedrosa – Sabe tudo sobre Visto para o Canadá, Como imigrar para o Canadá, Estudar no Canadá. Pergunte!

Quer ajuda? Escreva direto para o autor: alexandre@vistoparaocanada.com.br


Alexandre Luis Pedrosa

Sobre Alexandre Luis Pedrosa

Já viajou pelo Canadá de ponta a ponta. Sabe tudo sobre o Canadá. Certificado pela Comissão de Turismo Canadense; Especialista em vistos, imigração e sobre o Sistema Educacional no Canadá e Consultor no setor de vistos para diversas agências e empresas do Brasil. Escritor de contos e do E-book "99 atividades e atrações grátis para fazer no Canadá". Um eterno apaixonado pelo Canadá.

Escreva para nós aqui >