Fisioterapia no Canadá: O mercado promissor com muitas chances de imigrar para o país 33


Fisioterapia no Canadá

A fisioterapia no Canadá é mais uma das profissões em grande demanda no país e que oferece chances consistentes de imigrar para o Canadá. Parte do grupo de Profissionais de Avaliação e Terapia, que inclui formados em Fisioterapia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional e outras áreas de cuidados com a saúde, a Fisioterapia é a única ocupação que não enfrentará escassez de trabalho no Canadá dentro no período entre 2013 e 2022, segundo dados do departamento de estatísticas canadense divulgados no site de Emprego e Desenvolvimento no Canadá.

O envelhecimento da população e a baixa taxa de natalidade têm grande responsabilidade nas prósperas projeções realizadas pelo departamento de estatísticas para essa ocupação, que aponta a geração de 23.714 vagas de emprego para 24.472 candidatos do grupo de Profissionais de Avaliação e Terapia, ou especialistas, em um grupo composto por canadenses recém-formados e imigrantes.

Além de ser a ocupação com perspectivas de empregabilidade mais positivas entre as outras três do grupo para os próximos 10 anos, o mesmo acontece com a distribuição das ofertas de emprego pelo Canadá. Existem vagas dentro e fora dos grandes centros urbanos, o que aumenta as chances de imigrar para o Canadá trabalhando na área.

Preparamos um apanhado de informações para te ajudar com os passos iniciais para a escolha da cidade canadense, a validação de diploma no Canadá e saber qual o melhor forma de imigrar e trabalhar no Canadá.

Fisioterapia no Canadá X Fisioterapia no Brasil

A formação de um fisioterapeuta no Canadá leva 6 anos e, diferentemente do que acontece no Brasil, não basta apenas um curso de Bacharelado. Para se tornar um fisioterapeuta no Canadá é preciso concluir o Bacharel na área da saúde e não existe um curso específico indicado - um formado em microbiologista é apto, por exemplo - e buscar uma especialização em nível de Mestrado. Já os formandos brasileiros saem da universidade com o diploma de fisioterapeuta nas mãos, mas ele sozinho provavelmente não será equivalente com a formação canadense, sendo necessárias então especializações ou extensões, como a pós-graduação ou cursos específicos.

Por exemplo, quem conclui um Bacharel em Fisioterapia aqui no Brasil e não investe em uma pós-graduação dificilmente conseguirá a equivalência no diploma no Canadá, uma vez que o fisioterapeuta lá tem nível mestrado em seu histórico acadêmico. Mas isso não deve ser encarado como o fim da linha.

O exercício da profissão no Brasil é menos metódico que no Canadá. Explicamos: o fisioterapeuta no Canadá lida com uma rotina mais “burocrática” com respaldo legal que será levado em consideração em empresas e no governo no caso de futuros processos vindo de pacientes. Ou seja, o histórico do paciente é feito de tal maneira que comprova, sem entrelinhas, seu tratamento e eficácia dele. Enquanto no Brasil, anotações genéricas é prática em muitas clínicas.

Já nas comparações entre especialidades, as diferenças persistem. No Brasil são 14 especializações para a profissão listadas pelo Coffito. São elas: Acupuntura, Hidroterapia, Cardiovascular, Dermato Funcional, Desportiva, Trabalho, Neurofuncional, Oncologia, Respiratória, Traumato-Ortopédica, Osteopatia, Quiropraxia, Saúde da Mulher e Terapia Intensiva. As especialidades reconhecidas no Canadá são: Cardiorrespiratória, Musculoesquelética, Oncologia, Ciências Neurológicas, Ciência da Dor, Pediatria, Geriatria, Desportiva e UroGinecologia.

Cinesioterapia não faz parte da Fisioterapia no Canadá, a não ser que o profissional seja Bacharel nessa profissão e faça o Mestrado para se tornar um fisioterapeuta. Ainda que no Brasil exista também essa distinção entre as profissões, no Canadá as práticas, em regra, não são ministradas pelo mesmo profissional oficialmente. O que vendo positivamente, abre mais campos de trabalho e aumentam as chances de imigrar para o Canadá por essa porta.

Outro recurso interessante para tentar imigrar para o Canadá é aplicar para trabalhar como Physioterapy Assistant, onde a média salarial do país é de CAD  17,25 a hora, de acordo com o Job Bank, um salário menor, mas que pode não corresponder a realidade em clínicas, por exemplo. Vale pesquisar as ofertas de trabalho.

O trabalho do fisioterapeuta no Canadá está profundamente envolvido com a prevenção, diagnósticos e reabilitação de problemas que levem a tratamentos que impossibilitem o trabalho das pessoas. É visto com uma grande carga de responsabilidade e alto nível de confiança.

 

Validação de diploma de fisioterapia no Canadá

Agora que você já tem uma ideia das diferenças entre a formação e o trabalho de um fisioterapeuta no Canadá e no Brasil é hora de saber como seu diploma será reconhecido e quais os passos a dar para isso.

Apesar de ser um processo longo que pode ser de mais de 1 ano, complexo e, de certa forma, tenso, a validação de diploma no Canadá é feita de forma clara e centralizada.

O órgão correspondente ao Crefito brasileiro no Canadá é conhecido como Alliance (Canadian Alliance of Physioterapy Regulators). E é no site desse órgão que o fisioterapeuta brasileiro vai encontrar as informações mais importantes relacionadas ao processo de validação de diploma, tais como documentação necessária, como e para onde enviar esses documentos e como dar continuidade no requerimento da licença que permite exercer a profissão no Canadá, esta parte é um processo provincial.

Quando se fala em equivalência de diploma, a instituição que assiste esse processo para fins de imigração as empresas credenciadas, como a Word Education Services (WES) recebem seu histórico e o compara com o enviado pela universidade. No site da imigração encontra-se a lista de empresas autorizadas a realizar esse trabalho, a WES é uma das mais recomendadas.

Após a análise da documentação, a Alliance comunica a sua aprovação para participar das provas teóricas e práticas nas Universidades licenciadas no Canadá. O Physiotherapy Competency Examination (PCE) é realizado no Canadá e o processo pode levar até um ano. Por quê? Não é difícil os candidatos terem reprovação em uma das provas, basta ver a estatística para o Brasil na Alliance, não alcançamos nem 50% de aproveitamento. Ao longo desse ano são ministradas 4 provas teóricas e 2 provas práticas, sendo as práticas no início e no fim de cada ano.

Um dos tantos pontos positivos de enviar os documentos para a Alliance é ter o retorno de como “melhorar” seu perfil para conseguir a licença para trabalhar como fisioterapeuta no Canadá, indicando cursos e especializações necessárias para seu upgrade.

Os exames de inglês/francês são obrigatórios e o nível deve ser avançado. Se usarmos o Toefl como referência, a pontuação deve ser acima de 80 para imigração por trabalho e acima de 100 para aplicar o visto de estudo para Mestrado.

Dica: Estude todo o conteúdo e referências em inglês, ou francês para quem vai fazer a prova no Québec, invista em pesquisas na internet e em vídeos explicativos para ajudar na prova prática, tudo no idioma da prova.

Via de regra, o solicitante da validação de diploma vai precisar unir toda a documentação da relativa a seu histórico acadêmico, tudo com tradução juramentada.

 

Salário do fisioterapeuta no Canadá

Essa é a hora de fazer planos, medir investimentos e usar a calculadora. Para quem ainda não sabe, o salário no Canadá é medido por hora de trabalho. Quando você se perguntar: - Quanto é o salário mínimo no Canadá? E for procurar a resposta, poderá se surpreender com a informação de que cada província determina o valor do salário mínimo, assim como o “piso salarial” das profissões. Obviamente é possível ter uma média e, adivinhe, o Canadá disponibiliza isso no site oficial de busca de empregos.

Em buscas gerais de salários por região as médias são animadoras e chegam a surpreender na comparação com salários brasileiros.

A média de todo o Canadá chegou a marca de CAD$ 35,00 e a máxima a CAD$ 45,67. A província que paga mais é Alberta, com a média de CAD$ 44,00 por hora. A menor média fica por conta de Québec, com CAD$ 29,20. Existem diferenças salariais para quem atua na área pública e privada.

Lembrando que quem conseguir trabalhar no Canadá em uma vaga temporária, ou aplicar para um processo de residência provincial, não tem visto de trabalho aberto e não tem permissão para receber por comissão, ou seja, precisa de uma oferta de trabalho full-time, a partir de 40 horas semanais.

 

Mercado de trabalho no Canadá

A empregabilidade da área da fisioterapia no Canadá é sentida como se pairasse no ar, as oportunidades de trabalho realmente animam. Para os que precisam ver para crer, basta uma simples pesquisa em sites de emprego, ou mesmo no Job Bank, para ver com os próprios olhos as vagas e estatísticas promissoras para esse mercado.

Entre futura aposentaria, expansão e novas demandas de trabalho, as vagas de emprego em fisioterapia serão oferecidas em alta escala na média do país até 2016 (ano final da previsão) e mantém a perspectiva positiva para os próximos anos.

Para quem sonha em morar em cidades famosas, como Vancouver, Toronto, Ottawa e Calgary o mercado de trabalho é de promissor a moderado.

Segundo as estatísticas apresentadas no Job Bank, não há previsão de desemprego para fisioterapeutas no período de 2014 a 2016 e as vagas que surgirão serão preenchidas, em maioria, por recém-formados e IMIGRANTES.

Em Alberta, por exemplo, é apresentado um cenário de crescimento moderado para postos de trabalho e de profissionais para se aposentar. Soma-se a isso a saída de um período com taxas de desemprego medianas, entendemos que um movimento positivo se iniciou, onde os empregos para fisioterapeutas serão uma constante.

 

A melhor cidade para imigrar

Seguindo a linha do melhor lugar para morar no Canadá baseado no mercado de trabalho em uma busca onde o resultado seja alta perspectiva de empregabilidade podemos citar:

Kootenay, Lower Mainland, British Columbia, Kootenay, Lower Mainland, Thompson, Vancouver, Manitoba, Winnipeg, Fredericton, Moncton, Saint John -St., Newfoundland and Labrador, Avalon, Hamilton, Kitchener, Ottawa, Toronto e Québec são lugares onde o crescimento do emprego será forte. Ou seja, ótimas opções para trabalhar no Canadá (imigrar por trabalho).

 

Como imigrar para o Canadá?

Conforme falamos anteriormente, imigrar para trabalhar no Canadá com a licença de fisioterapeuta requer dedicação a um processo específico que inclui a equivalência e validação de diploma, provas e visto com permissão de trabalho, além, é claro, de uma oferta de emprego. Preenchendo a esses requisitos, o fisioterapeuta pode aplicar para o processo federal pontuando pelo Express Entry, que exige, no mínimo, 1 ano de experiência comprovada de trabalho exercendo a profissão de fisioterapeuta.

Imigrar por estudo é uma vantajosa opção para quem é Bacharel no Brasil, pois a formação em nível Mestrado tem como prova o mesmo exame feito por quem validou o diploma, mas o estudante é preparado para isso dentro de um curso com duração de dois anos.

Para quem avaliou as formas de imigrar para o Canadá como fisioterapeuta e chegou a frustrante conclusão que não tem recursos financeiros suficientes para investir no pagamento das taxas para a realização das provas, custos da viagem e acomodação no Canadá não é hora de se desesperar. Como mencionado anteriormente, outra porta de entrada é imigrar como Cinesioterapeuta, função que não exige a realização dos exames.

Ainda ficou alguma dúvida de como Imigrar para o Canadá como fisioterapeuta? Deixe seu comentário ou entre em contato conosco.

 

Autor: Alexandre Luis Pedrosa – Sabe tudo sobre trabalhar no Canadá.

Quer ajuda? Escreva direto para o autor: alexandre@vistoparaocanada.com.br


Alexandre Luis Pedrosa

Sobre Alexandre Luis Pedrosa

Já viajou pelo Canadá de ponta a ponta. Sabe tudo sobre o Canadá. Certificado pela Comissão de Turismo Canadense; Especialista em vistos, imigração e sobre o Sistema Educacional no Canadá e Consultor no setor de vistos para diversas agências e empresas do Brasil. Escritor de contos e do E-book "99 atividades e atrações grátis para fazer no Canadá". Um eterno apaixonado pelo Canadá.


Escreva para nós aqui >

33 pensamentos em “Fisioterapia no Canadá: O mercado promissor com muitas chances de imigrar para o país