Férias no Canadá

10 provas de que as férias no Canadá são as melhores


Só precisa do visto canadense de turista para curtir as férias no Canadá e se certificar que o país é a melhor opção de destino

Você pode achar que estamos sendo tendenciosos, mas afirmar que as férias no Canadá são as melhores, sobretudo em família, é uma questão de utilidade pública.

Quem vai se aventurar nas primeiras experiências no exterior, escolher um lugar que reúna atrativos para uma viagem excepcional e que valha o investimento é fundamental e, nesse quesito, as atrações turísticas do Canadá não deixam a dever. Como se não bastassem as paisagens espetaculares que mais parecem retocadas digitalmente, o Canadá oferece aos turistas as condições para viver experiências possíveis em outros países sem precisar sair de seu território. E quem não quer poupar tempo e trabalho precisando apenas do visto canadense de turista, que tem validade de 6 meses também serve para quem vai fazer intercâmbio no Canadá.

 

Férias no Canadá: O verão é solar, mas agradável 

O verão no Canadá acontece entre junho e setembro, dá-se aí o início da temporada de viagens de férias no Canadá e dos intercâmbios, período em que o país recebe muitos estrangeiros, inclusive brasileiros.

Muito se fala nas estações bem definidas e do clima canadense. Se o frio amedronta algumas pessoas, a primavera e o verão são as melhores estações para acompanhar o despertar das cidades para curtir o sol e as atrações turísticas do Canadá ao ar livre.

Por estar na América do Norte, longe do clima tropical, o país tem um clima mais ameno, mesmo em regiões onde as temperaturas ultrapassam os 35° no verão. Isso quer dizer que poderá encontrar mesmo no verão temperaturas agradáveis em diversas cidades.

 

O Canadá não é os Estados Unidos e isso é muito bom 

Sei que você pensou: “-Ah, não diga!” Apesar de ser claro esse pequeno detalhe geográfico, a vizinhança entre os países faz algumas pessoas sonharem em encontrar cópias do que se vê nos Estados Unidos. Podem até existir tendências sustentadas pela irmandade norte-americana, mas o Canadá tem uma forte identidade voltada para a qualidade de vida não apenas de quem mora lá.

Para entrar no país é necessário o visto canadense de turista, isso se assemelha aos Estados Unidos. Entretanto, o processo para conquistar o visto para o Canadá não exige entrevista. Neste caso, os dados e documentos são enviados e analisados em um sistema detalhado, por isso, avalie a necessidade de contratar um despachante de visto canadense para evitar erros, que são bem comuns.

O apelo para compras não é forte como nos Estados Unidos e isso não é lamentável diante do que se encontra nas grandiosas outlets no Canadá. Apesar de alguns prédios serem mais distantes dos centros das cidades, as visitas para comprar valem à pena. As outlets no Canadá, assim como os hipermercados que vendem de tudo, são fiéis ao significado real da palavra promoção.

Fazer turismo no Canadá para muita gente é uma etapa do processo de imigração conhecida como visita exploratória, pois assim se tem a clara ideia de como realmente vivem no país. Os canadenses recebem bem os estrangeiros e preservam o país para o turismo continuar sendo valorizado.

O turismo no Canadá tem muito mais diferenças em relação aos Estados Unidos e uma das evidências mais fortes está na constante integração com a natureza sem que se perca as referências das grandes cidades urbanizadas e modernas e sua confortável infraestrutura. No inverno canadense acontece o ápice dos esportes de inverno para atletas e amadores, as cidades seguem recebendo turistas, apesar das adversidades da neve e do frio intenso. Já no verão a vida floresce, os bares, restaurantes e pubs colocam as mesas nas calçadas, os dias são mais longos e os festivais de verão pulverizam os públicos. Ou seja, é perfeito passar as férias no Canadá, tanto para quem gosta do frio quanto aprecia o verão.

 

Roteiro turístico no Canadá é para ver o mundo no mesmo país 

Graças às dimensões continentais, as vantagens turísticas de passar as férias no Canadá para brasileiros são imbatíveis. Em apenas três dias é possível trocar de paisagens tantas vezes que a vontade de voltar ao país vem de forma natural.

Por exemplo, o turista que está apreciando as atrações de Toronto dificilmente vai deixar de pegar a estrada (que já é deslumbrante), ou ônibus de turismo, ou o trem rumo a Niágara para ver de perto as retumbantes cataratas, mas o passeio não precisa acabar aí. As vinícolas de Niagara on-the-lake fazem a paisagem mudar e continuar surpreendendo. Além disso, a região tem hotéis e estâncias que recebem turistas para brunch e outras refeições em meio a natureza e uma infraestrutura impecável.

Outro exemplo que como o turismo no Canadá é uma experiência sensorial é a de poder cruzar o país de forma descomplicada com carro, ônibus e de trem. Há opções para sair de Toronto, passar pelas fazendas, parar em Saskatchewan e Edmonton, ver as rochosas se aproximando antes de Jasper e seguir cortando-as até chegar a Vancouver. Isso tudo em menos de uma semana de viagem. Quem preferir ficar em Banff a seguir para Vancouver o prêmio são os cenários naturais irretocáveis que estão em vários cartões postais e que no inverno ou no verão levam milhares de pessoas aos conjuntos rochosos de águas azuis da região e do Parque Nacional Banff.

Mesmo com a grande concentração de parques e áreas verdes nas metrópoles canadenses, pulsa a veia da modernidade em vários aspectos, a arquitetura é prova disso. O que dizer de uma cidade que abriga uma das cinco torres mais altas do mundo, a CN Tower, que dá um skyline dos mais fotografados, uma orla que reúne espaços abertos, complexos para atividades de lazer, entretenimento, negócios e esportes, como o Rogers Centre, e dali a poucos metros ter o Ripley’s Aquarium of Canada, uma cidade subterrânea e prédios antigos convivendo harmoniosamente com parques bem cuidados e edifícios modernos? Pois bem, o que os turistas e imigrantes provam é que essa cidade, Toronto, é uma queridinha e há muitos anos tem sido obrigatória nos roteiros de turismo no Canadá e uma das preferidas para fazer intercâmbio.

 

Tem ursos no Canadá

Outra afirmação que serve para outros países, mas para quem sonha conhecer uma das criaturas mais assustadoras da terra, em seu habitat natural, de forma segura e em contato com a natureza deve ir para o Canadá.

Serão muitas oportunidades para observação dos ursos e no verão nas províncias de British Columbia, Manitoba, Nunavut, Ontáro e Terra Nova Labrador. Uma característica interessante na observação dos ursos no Canadá é não exigir a necessidade de sair em um safari para ter contato visual com eles. Os parques nas montanhas, como na Grouse Moutain (Vancouver), por exemplo, proporcionam entre suas atrações a vista aos ursos em locais que respeitam o espaço deles e oferecem segurança para os turistas.

 

Cidades cosmopolitas que respeitam a história

Uma das marcas fortes do Canadá é sua história. A colonização europeia e as guerras deixaram marcas que podem ser vistas nos prédios históricos, nos museus e em importantes atrações turísticas do país. As comemorações no Canada Day (1 de julho) mobilizam o país em torno do surgimento do conceito de nação pela junção das províncias de Nova Scotia, New Brunswick, e Canada – que se dividiria para formar Ontário e Quebec. Além disso, prédios oficiais são abertos à visitação dos turistas em vários períodos do ano. A Parliament Hill, que sedia o prédio do Parlamento em Ottawa, é prova disso, assim como a Assemblée Nationale, em Quebec, Musée du Fort na mesma província e o Osgoode Hall. Isso para citar poucos exemplos. Ou seja, para os apreciadores de história, tirar férias no Canadá também é uma excelente experiência de aprendizado cultural.

Capilano Supension Bridge Park

Quando se fala em turismo no Canadá, a natureza é um dos carros chefes e eles destacam muito bem isso. São milhares de parques e áreas verdes com incontáveis atividades para todos os gostos, mas algumas se destacam por seus diferenciais. É o caso da ponte Capilano, que foi aberta para a visitação turística em 1989 e que ostenta 137 metros de comprimento e 70 metros de altura do Rio Capilano. Essa grandiosa atração faz parte do parque de mesmo nome e é uma das mais especiais de Vancouver. Um parque que oferece tantas possibilidades para o público que é difícil conhecer tudo em poucas horas, especialmente com crianças.

Durante o verão canadense, as visitas são ainda mais agradáveis para o contato com a natureza local. No Capilano o estado radical é valorizado, então esteja preparado não apenas para a ponte suspensa, mas também para o Cliffwalk, as passarelas no penhasco acima do Rio Capilano com plataformas de vidro para aumentar ainda mais a tensão.

 

Okanagan Valley

Visita obrigatória nos roteiros de turismo gastronômico, esse oásis na região centro-sul de British Columbia deve fazer parte também da sua viagem ao Canadá.

Essa região foi agraciada por condições climáticas e geológicas ideais para o cultivo de uvas e de maçãs. São mais de 200 vinícolas, 40 campos de golfe e um pequeno deserto que transformaram positivamente a paisagem. Há muito que fazer em Okanagan e região. Os festivais de vinho, colheita de maçãs e de lavandas, os rios e lagos, ponte de madeira, a única vinícola subterrânea da América no Norte, um teatro com espetáculos shakespearianos no todo da montanha… são exemplos de atrações.

 

Nadar com as baleias em Churchill

Fincada na costa rochosa da Baía de Hudson, Churchill (Manitoba) é a capital mundial do urso polar e também reserva parte da história de conflitos entre franceses e ingleses na história do país.

Beluga - Férias no Canadá

Fonte: www.nathab.com

Nos meses de verão, as belugas nadam na Baia de Hudson onde já existe uma estrutura para receber os turistas que desejam viver essa inesquecível e singular experiência.

Os habitantes são receptivos e a cidade é pequena e charmosa, apesar disso, as atrações em Churchill são variadas e surpreendentes. Além da observação de ursos polares no inverno e o nado com belugas no verão, o Forte Príncipe de Gales e a aurora Boreal encantam milhares de pessoas que visitam a cidade todos os anos.

 

Verão no Canadá: Muita festa e paz em lugares remotos

No verão, a temporada de viagens agitam as cidades e impulsionam as festas de rua e festivais, como o Bard on the Beach, em Vancouver, Calgary Stamped, Edmonton Internacional Fringe Festival, Niagara New Vintage Festival, Caribbean Festival, New France Festival e muitos outros. Anote esses eventos em sua lista de desejos e programe seu roteiro  se quiser entender como o verão transforma a vida dos canadenses e imigrantes.

É interessante observar o estilo canadense de curtir o verão. As atrações que citamos anteriormente para incluir em seu roteiro pelo Canadá são tão atraentes quanto os festivais e festas de rua. É muito fácil observar as famílias pelas praias, parques, reservas, montanhas… Faz parte da qualidade de vida tão cultuada por quem mora lá.

 

Dois idiomas, um único país

Canadá é um país bilíngue, ou seja, tem dois idiomas oficiais. Apesar da maioria das províncias serem de colonização inglesa, a província do Quebec tem não só o francês como herança francófona. Pelas ruas, as fachadas dos prédios, o Chateau Frontenac, a Ville Quebec… O contato com o lado francês é como uma imersão fora da França.

Estas são apenas algumas das atrações que os visitantes podem escolher ao viajar de férias para o Canadá. Afinal, o país é enorme e para te ajudar no roteiro da sua viagem e ainda economizar alguns dólares, uma boa dica é o livro 99 atividades e atrações grátis no Canadá, você irá se surpreender.

 

Vai apenas visitar o Canadá? Veja sobre visto de turismo >>

  

Autor: Alexandre Luis Pedrosa – Sabe tudo sobre o Canadá. Pergunte!

Quer ajuda? Escreva direto para o autor: alexandre@vistoparaocanada.com.br

 


Alexandre Luis Pedrosa

sobre Alexandre Luis Pedrosa

Já viajou pelo Canadá de ponta a ponta. Sabe tudo sobre o Canadá. Certificado pela Comissão de Turismo Canadense; Especialista em vistos, imigração e sobre o Sistema Educacional no Canadá e Consultor no setor de vistos para diversas agências e empresas do Brasil. Escritor de contos e do E-book "99 atividades e atrações grátis para fazer no Canadá". Um eterno apaixonado pelo Canadá.

Escreva para nós aqui >