Cidades para não morar no Canadá


Clima, diferentes culturas, desemprego… algumas cidades para não morar no Canadá ou que seriam mais impactantes para brasileiros

Na intenção de morar no Canadá a qualquer custo [mesmo que seja por um breve intercâmbio de idiomas ou college de 2 anos] alguns brasileiros deixam de levar em consideração o que o local escolhido oferece em prol de objetivos a longo prazo e perfil pessoal. Morar no Canadá vai muito além de se estabelecer em cidades como Toronto,Vancouver, Ottawa, Montreal e Quebec. O país é imenso e, por mais desenvolvimento e estabilidade que grandes metrópoles ofereçam, há escolhas desaconselháveis pelas desigualdades, como aumento no desemprego, por exemplo, fator impactante para optar por não morar no Canadá, sendo mais viável fazer apenas turismo ou intercâmbio de idiomas de curta duração.

Cidades para Não morar no Canadá

Cidades para Não morar no Canadá – Escolher a cidade para morar pode ser decisivo na sua adaptação no país

Sabemos que não existe país perfeito, mas o Canadá abre uma janela de oportunidades que gerou um marketing “boca a boca” quase incontestável. Fator que aumenta a crença de que qualquer lugar que se vá, na verdade, é uma porta de entrada para uma vida próspera. Ignorando inclusive que a intenção dos programas de imigração que é a de trazer pessoas qualificadas para as cidades para as quais elas indicam durante a aplicação.

Assim como quem escolhe uma casa ou o apartamento dos sonhos para morar, escolher o local onde se estabelecerá precisa apresentar condições para tornar seus objetivos possíveis e ser um local que não seja inóspito a sua personalidade.

 

Algumas cidades para não morar no Canadá…diferenças a serem consideradas


Winnipeg

É uma ótima cidade para fazer intercâmbio no Canadá quando o assunto é fugir dos brasileiros e assim manter o foco em estudar inglês. Se você é do time dos que precisam de ajuda para focar nos estudos de idioma, fazer inglês em Winnipeg é uma grande escolha! Mas atente-se para a escolha da data de início do seu curso, pois a cidade perde sua bossa quando o inverno agressivo chega.

Winnipeg ao anoitecer

Winnipeg ao anoitecer

Sobreviver ao frio canadense, por mais severo que ele seja, não é lá uma missão impossível, entretanto, essa característica da cidade deve ser muito levada em consideração quando o plano é passar um período maior ou ir com a família para o Canadá numa temporada de curso universitário, por exemplo.

Digamos que o clima em Winnipeg não seja uma prioridade ou impedimento, mas se você não se vê vivendo em uma cidade pequena. Definitivamente, não escolha Winnipeg.


Calgary

A cidade que mantém viva a veia country no Canadá é também uma cidade universitária e a sede de muitas empresas, sobretudo ligadas a petróleo e gás [o que deixa o mercado de trabalho um pouco “a mercê” dos tempos favoráveis ou de crise desse mercado], mas para quem busca preços menores para alugar um apartamento, por exemplo, precisará se alojar em bairros repletos de estrangeiros dos mais variados cantos do mundo. Isso é um problema? Não para todos, sim para alguns, mas pode ser um impedimento que a torna uma das cidades para não morar no Canadá.

Linda vista da linda Calgary

Linda vista da linda Calgary

A diversidade cultural é uma das características de que o país se orgulha, mas o desconforto de alguns imigrantes ou intercambistas em conviver com as diferenças chega a surpreender. O north-west de Calgary é uma região conhecida pelos aluguéis mais em conta e por abrigar comunidades de indianos, filipinos, asiáticos, entre outras. Então se você faz questão de uma cidade que proporcione mais contato com canadenses…

A cidade também pode ser considerada “mais longe” do Brasil. As horas a mais de voo pela distância maior também são revertidas em tarifas mais altas. Calgary fica na região sul da província de Alberta que, por sua vez, está no sudoeste do país. Pela dimensão do Canadá, a cidade está bem mais distante do Brasil que Toronto, Ottawa e Montreal, por exemplo.

Quando se fala em cidades para não morar no Canadá é de bom grado também inserir um indicador que interessa muito aos imigrantes: o desemprego.

Piores cidades para arrumar emprego no Canadá

No início do mês de abril, o Huff Post Canadá publicou o BMO’s, o relatório regional do mercado de trabalho que apontou as piores cidades canadenses para arrumar um emprego. Evidentemente existirão controvérsias, mas o relatório mostra como há em grandes províncias uma desigualdade na geração de empregos ou na movimentação positiva do mercado de trabalho canadense ano a ano. Os motivos são vários, a instabilidade no preço do petróleo é recorrente entre eles, mas o que importa mesmo é que as alterações sensíveis nas taxas de desemprego deixam cidades desfavoráveis.

Cidades para Não morar no Canadá

Cidades para Não morar no Canadá – Onde escolher faz diferença

 

Ranking em relação ao desemprego no Canadá:

1ª Saint John, em New Brunswick – Amarga a 33ª posição no ranking geral de desemprego no país. A taxa de desemprego é de 6,9% e ficou devendo em aumento da oferta de emprego no ano passado, apresentando -10,4%.

2ª St. John’s, em New Foundland – No segundo lugar, a cidade fica em 32º lugar e apresenta uma taxa de desemprego de 8,6%. O crescimento em oferta de empregos foi de -4%.

3ª Brantford, em Ontário – Em 31º lugar, tem taxa de desemprego com 6,7% e crescimento de -2,2% em empregos.

4ª St. Barrie, em Ontário – Em 30º lugar, a cidade surpreende com uma taxa de desemprego de 8,8% que é contrabalançada com um crescimento de empregos de 2,3% no ano passado.

5ª Sudbury, em Ontário – Ficou com a mesma posição do ano anterior do ranking, 29º lugar. A cidade apresenta 6,8% na taxa de desemprego e um crescimento de -1,2% em empregos quando comparado ao ano passado.

Para qual cidade para o Canadá você vai?

Para qual cidade para o Canadá você vai?

Os índices podem não ser exatamente desesperadores, mas ajudam a traçar um panorama mais realista do Canadá, onde oscilações econômicas acontecem e interferem em cidades menores ou com mercado segmentado que podem ser sim opção para estudantes com orçamento mais restrito e que não abrem mão de fazer intercâmbio no Canadá ou ingressar em uma universidade canadense e ter esse meio como porta de entrada para planos maiores, como imigrar, por exemplo.

 

Quer ter acesso a um e-book com atividades ou atrações grátis para se fazer no Canadá? Consiga aqui

Saiba Mais:

Saiba como solicitar o visto de turismo para o Canadá

Se você vai estudar, saiba mais sobre o visto de estudante para o Canadá

 

Autor: Alexandre Luis Pedrosa – Sabe tudo sobre o Canadá. Pergunte!

Quer ajuda? Escreva direto para o autor: alexandre@vistoparaocanada.com.br


Alexandre Luis Pedrosa

Sobre Alexandre Luis Pedrosa

Já viajou pelo Canadá de ponta a ponta. Sabe tudo sobre o Canadá. Certificado pela Comissão de Turismo Canadense; Especialista em vistos, imigração e sobre o Sistema Educacional no Canadá e Consultor no setor de vistos para diversas agências e empresas do Brasil. Escritor de contos e do E-book "99 atividades e atrações grátis para fazer no Canadá". Um eterno apaixonado pelo Canadá.

Escreva para nós aqui >