4 Cidades canadenses menos famosas que despertam paixões


O Canadá já tem seu público cativo e fãs que passam férias no país ou o escolhem para fazer intercâmbio, garantindo ótima qualidade de ensino a preços convidativos com excelentes opções de fazer turismo. Cidades famosas, como Vancouver, Toronto e Montreal estão na maioria dos pacotes de viagens e em roteiros de férias particulares. Mas o Canadá é um país tão especial e surpreendente que até mesmo cidades que não ganharam fama mundial despertam paixões em quem visita por oferecerem uma gama de atrações que vão de esportes radicais a contemplação de cenários naturais de tirar o fôlego.

Quer saber mais sobre o eTA?  - Isenção de Visto Canadense para Brasileiros - Autorização Eletrônica de Viagens para o Canadá >>>

Além de todas as riquezas que o Canadá oferece no turismo, o dólar canadense apresenta enorme vantagem diante do americano e o processo de visto para o Canadá é considerado mais amigável que o do vizinho EUA.

Mas vamos ao que interessa. Quem está fazendo o roteiro de viagem para o Canadá e quer se surpreender ainda mais com esse país, anote as dicas do que fazer em quatro cidades que vão te surpreender.

4 cidades canadenses menos famosas, mas surpreendentes

Halifax 

A capital de Nova Escócia tem menos de 400 mil habitantes e abriga o cemitério de Fairview, aquele que recebeu grande parte das vítimas do naufrágio do Titanic.

A cidade que teve parte destruída após o acidente de dois outros navios em 1917, um deles carregado de explosivos que foram detonados com o choque das embarcações, foi reconstruída e recebe turistas que buscam os sabores da culinária local rica em frutos do mar, com suas lagostas e haddock, e isso é uma das principais atrações turísticas da cidade. Pode acreditar.

Localizada na costa leste canadense, Halifax, tem um centro urbano interessante durante o dia e também à noite. Em Waterfront, Downtown Halifax, os pubs e restaurantes são charmosos, bem estruturados e oferecem cardápios muito atraentes que vão de junk food a comida vegana, tendo como ponto alto os sabores marinhos, claro.

cidades canadenses menos famosas

Peggy´s Lighthouse

Estar em Halifax é ter contato com a vida portuária do Canadá observando o porto, antes decadente, agora transformado em um centro de compras que recebe turistas vindos da terra e do mar desembarcando dos navios de cruzeiro que atracam lá em cada temporada.

Parada obrigatória para quem vai a Halifax, Peggys Cove abriga um dos pontos turísticos mais fotografados no país, o Peggy's Point Lighthouse que foi construído em 1915 e, desde então, proporciona uma das mais belas paisagens locais. Para ver de perto essa beleza e garantir sua foto junto ao farol, basta uma hora de viagem de carro, isso se conseguir seguir sem paradas para fotografar as paisagens, que são deslumbrantes.

 

Cowichan 

Para quem não sabe, na badalada Vancouver existe um ilha, Vancouver Island. E é lá, ao sul, que está um dos redutos para a prática de esportes na natureza e um lugar, no mínimo, pitoresco. Cowichan Valley tem corredeiras que convidam para passeios dos mais tranquilos aos mais radicais.

A reminiscência dos povos indígenas pode ser vista ao longo das ruas floridas do Charles Hoey Park com os 38 totens que ajudam a contar a história da região.

A beleza em Cowichan é para ser vista e sentida. A produção de lavanda é outro ponto marcante no local. Andar pelo labirinto de lavandas frescas e conhecer a produção dos produtos com essa matéria-prima é ter a chance de guardar na memória momentos muito agradáveis.

Observe as baleias jubarte, maravilhe-se com a agilidade das águias e falcões, experimente os sabores frescos do Mercado Duncan Farmers, que apresenta a produção de frutas, legumes e panificação. Surpreenda-se com o passeio pelo BC Forest Discovery Centre com seu museu ao ar livre e a linha férrea operacional em Duncan.

Kinsol Trestle é daqueles lugares para guardar na memória. O cavalete ferroviário concluído em 1920 para conectar Victoria a Nootka Sound atualmente proporciona momentos de contemplação do rio Koksilah aos visitantes que podem percorrer os 188 m de extensão a 44 metros de altura de bicicleta, a cavalo ou mesmo a pé.

O verão de Cowichan tem windsurfe, mas a prática de caiaque, rafting e trekking é o mais comum em estações de temperaturas mais amenas. O lugar é montanhoso, tem florestas e lagos.

 

Vernon 

Sabe aquelas fotos de paisagens montanhosas com picos cobertos de gelo? Os finais de tarde em Vernon são assim. Essa cidade tem pouco mais de 40 mil habitantes e sua região metropolitana cerca de 59 mil. Está ao sul da província de British Columbia e guarda belezas naturais simplesmente estonteantes.

O Lago Okanagan é a morada do Ogopogo ou Naitaka, a famosa e nunca avistada criatura monstruosa que habita essas águas. O Canadá também tem suas lendas. As belezas no entorno do profundo Lago Okanagan são inebriantes com bosques de coníferas e pastagens pontilhadas de pinheiros.

No Parque Kalamalka Lake Provincial mais de 400 variedades de plantas, répteis, aves e outros animais ameaçados de extinção compartilham de uma área de 4.209 hectares preservada e protegida. O lugar é ideal para camping, observação e estudos da natureza, pratica de esportes e atividades ao ar livre, desde que haja respeito às normas de preservação. O litoral é pontilhado de enseadas isoladas ideais para piqueniques e para curtir uma praia.

 

Ottawa 

A capital canadense está situada entre Toronto e Montreal e está na porção leste da província de Ontário. Apesar do status de ser a capital do país não coleciona fãs tal como as vizinhas. Em seu clima pacato, convencionalmente recebe visitantes para conhecer seus edifícios e prédios governamentais, entre eles o Parliament of Canada (Parlamento do Canadá), mas essa cidade oferece muito mais.

Ottawa é cortada pelos rios Ottawa e Rindeau e as áreas verdes convivem harmoniosamente com a arquitetura histórica e prédios modernos como o Canadian Museum of Civilization, que imita as curvas do rio Ottawa. Outro prédio imponente que merece ser visitado é o Canadian War Museum, que tem acervo datado de 1880, mas suas paredes envidraçadas e linhas geométricas impressionam os admiradores da arquitetura.

ottawa cidades canadenses menos famosas

Parliament Buildings vistos ao atravessar a Alexandra Bridge

Pode parecer estranho, mas, certamente, dificilmente esquecerá o visual do Beechwood Cemetery. O cemitério nacional do Canadá atualmente é a morada de muitas personalidades locais, mas os turistas são brindados com a beleza das árvores e jardins de tulipas em 160 acres de área. O passeio pode continuar pelas trilhas para melhor exploração dos exemplares de plantas, animais e árvores do local.

Outras atrações imperdíveis em Ottawa são Gatineau Park com seus 363km²; Laurier House; National Gallery of Canada; a construção mais antiga da cidade, o Town Museum.

Por último, mas não menos importante – muito pelo contrário – citamos o Canal Rindeau que é considerado Patrimônio Mundial da Unesco desde 2007. Durante as estações mais quentes, os 7,8km de extensão servem não apenas para embelezar a cidade e refletir em suas águas as cores da natureza que o circundam. Os passeios de barco para turistas são comuns.

A chegada do inverno traz também uma agradável surpresa. O Canal Rindeau se transforma na maior pista de patinação do mundo. Mais um recorde entre os tantos que o Canadá coleciona.

Com essas dicas já dá para turbinar seu roteiro de viagem para o Canadá e garantir lembranças e fotos bem diferentes desse país apaixonante.

Lembrando que as vantagens de ir para o Canadá só aumentam quando comparamos o preço do dólar canadense com o americano e os processos para solicitação de visto desses dois países.

As mudanças realizadas desde 2014 facilitou a vida de quem quer tirar o visto canadense. Outra vantagem é a validade do visto de turismo que pode chegar a 24 semanas e é o mesmo usado pelo solicitante para fazer intercâmbio no Canadá para estudar línguas, desde que não ultrapasse as 24 semanas e permite múltiplas entradas no país.

E escolher entre estas cidades para fazer intercâmbio no Canadá também tem outra vantagem, o número de brasileiros é menor do que as grandes capitais, o que pode proporcionar uma imersão muito mais efetiva e o contato profundo com a cultura canadense. Mas se o seu desejo é conhecer as províncias mais turísticas do país, confira o nosso post sobre as 5 principais cidades para quem quer estudar.

A grandiosidade territorial desse país permite inúmeros roteiros de viagem com muitas possibilidades do que fazer no Canadá. Quem sempre está em busca de novas e boas dicas, vasculha blogs e sites que relatam experiências das mais diversas. E se existisse um resumão com essas dicas? E se as atividades e atrações fossem de graça?

Para dar aquela mão para quem vai fazer intercâmbio no Canadá ou visitará o país a turismo e precisa economizar uns dólares, lançamos o E-book “99 atividades e atrações grátis no Canadá”, que além das preciosas dicas, inclui 16 Cidades + Onde Ficam as atrações + Como Chegar até elas+ 6 atrações e atividades extras. O e-book está inicialmente no Kindle, da Amazon. Para poder adquiri-lo basta baixar o aplicativo que pode ser encontrado na loja de aplicativos de seu celular. Também pode ser lido diretamente em seu computador.

Se você tiver alguma outra dica de uma pequena cidade canadense que é maravilhosa e pouco conhecida dos turistas brasileiros compartilhe com a gente! Quanto mais informações melhor.

 

 

Autor: Alexandre Luis Pedrosa – Sabe tudo sobre o Canadá.

Quer ajuda? Escreva direto para o autor: alexandre@vistoparaocanada.com.br


Alexandre Luis Pedrosa

Sobre Alexandre Luis Pedrosa

Já viajou pelo Canadá de ponta a ponta. Sabe tudo sobre o Canadá. Certificado pela Comissão de Turismo Canadense; Especialista em vistos, imigração e sobre o Sistema Educacional no Canadá e Consultor no setor de vistos para diversas agências e empresas do Brasil. Escritor de contos e do E-book "99 atividades e atrações grátis para fazer no Canadá". Um eterno apaixonado pelo Canadá.

Escreva para nós aqui >