Mitos Sobre o Visto Canadense

4 mitos sobre o visto canadense que estão bombando na internet 4


O destaque dado ao Canadá nos últimos tempos voltou os olhos de muitos brasileiros para a terra do Maple Suryp. O sonho de explorar a América do Norte com uma bela viagem aos Estados Unidos foi substituído pela ida ao Canadá, país com grandes atrações turísticas, ótimas escolas, dólar mais amigável e solicitação de visto sem entrevista, item facilitador, não fosse o visto canadense tão cheio de detalhes e capaz de dar um nó na cabeça de muita gente. Isso sem contar nos mitos sobre o visto canadense que ninguém fala.

O facilitador de poder solicitar o visto canadense pela internet, sem a ajuda de um profissional despachante de visto, fez crescer as dúvidas sobre cada detalhe do processo, prova disso, é a quantidade enorme de mensagens que recebemos diariamente aqui na Visto Para o Canadá e a quantidade de dicas espalhadas em blogs e vídeos na internet.

Já falamos sobre mitos sobre o visto canadense aqui no site, mas o assunto rende tanto que um update se fez necessário. Veja mais 4 mitos sobre o visto para o Canadá que estão bombando na internet:

 

Mitos sobre o visto canadense

Mito 1Solicitar o visto americano antes aumenta as chances de conseguir o visto canadense, mesmo com recursos financeiros menores que o recomendado pela Imigração.
Esse é um ponto muito, mas muito, importante e que merece especial atenção de quem vai solicitar o visto canadense pela primeira vez. Basta uma simples pesquisa para saber que há troca de informações entre determinados países e quando se trata de visto americano e visto canadense acontece exatamente isso.

O que precisa ficar claro é que essa proximidade não deve ser levada em consideração diante das exigências no processo do visto canadense, ou seja, ainda que solicite o visto americano antes do visto canadense e dê tudo certo, não é aconselhável “relaxar” na outra aplicação, principalmente nas comprovações financeiras e de vínculos.

 

Mito 2Entrar com a solicitação para o visto de estudante perto da data de início do curso faz a Imigração “acelerar” o processo.

Este é um mito sobre o visto canadense muito difundido. De maneira alguma isso deve entrar na sua estratégia para evitar ter o visto canadense negado. Explicamos.

A antecedência para solicitar o visto é importante para evitar atrasos em caso de imprevistos no processo ou mesmo no andamento do trabalho do departamento de imigração, que trabalha com datas de processamento e não com a programação individual do solicitante. A grosso modo, não se deve esperar que a Imigração do Canadá esteja à disposição para atender a sua aplicação o quanto antes, até mesmo porque cada caso é um caso e o conteúdo da solicitação vai variar de acordo com o perfil.

 

-Mito 3Brasileiros não vão mais precisar do visto canadense a partir de março de 2016.

Essa foi uma das informações mais difundidas em relação ao visto para o Canadá em 2015. Até mesmo neste site soltamos uma nota assim que a notícia passou a ser mais ventilada na grande imprensa.

O que muita gente ainda desconhece é que essa isenção não é para qualquer pessoa que vai solicitar o visto canadense de turista.

Para ser elegível a esse sistema, chamado eTA, o visitante precisa apresentar baixo risco ao país e, para tal, é necessário:

  • Ter, pelo menos, nos 10 anos o visto canadense ou o visto americano;
  • Entrar no Canadá por viagens aéreas.

O eTa virá para facilitar a vida de algumas pessoas, entretanto, o sistema ainda não entrou em vigor, o que deixa oportunidade para mudanças que podem acontecer até março deste ano.

 

Mito 4 – Quem vai ao Canadá com patrocínio de terceiros tem maiores chances de ter o visto aprovado.

Muita gente acredita nisso, mas o que importa para a Imigração são as informações da aplicação estarem corretas e de acordo com o que os dados oficiais do site, que aconselha para os estudantes:

  • Você deve ter o aceite da instituição de ensino designada no Canadá;
  • Você tem que provar que você tem dinheiro suficiente para pagar as mensalidades e suas despesas enquanto estiver no Canadá;
  • Ser um cidadão sem antecedentes criminais, cumpridor da lei para que não ofereça riscos ao Canadá;
  • Para estadias superiores a seis meses é necessário um exame médico que irá demonstrar suas boas condições de saúde;
  • Você deve preencher um documento oficial informando sua intenção de deixar o Canadá após o término do curso ou da data previamente informada para o fim do passeio.

Para quem quer se manter longe desses mitos sobre o visto canadense e aumentar a segurança e o conforto na hora de aplicar para o visto pode contar com o serviço de um profissional despachante de visto canadense e, nós do Visto para o Canadá, somos experts no assunto. Basta entrar em contato conosco.

 

Quer saber mais sobre Visto de Estudante para o Canadá – Study Permit >>

Vai apenas visitar o Canadá? Veja sobre visto de turismo>>

 

 

Autor: Alexandre Luis Pedrosa – Sabe tudo sobre Visto para o Canadá. Pergunte!

Quer ajuda? Escreva direto para o autor: alexandre@vistoparaocanada.com.br


Alexandre Luis Pedrosa

sobre Alexandre Luis Pedrosa

Já viajou pelo Canadá de ponta a ponta. Sabe tudo sobre o Canadá. Certificado pela Comissão de Turismo Canadense; Especialista em vistos, imigração e sobre o Sistema Educacional no Canadá e Consultor no setor de vistos para diversas agências e empresas do Brasil. Escritor de contos e do E-book "99 atividades e atrações grátis para fazer no Canadá". Um eterno apaixonado pelo Canadá.


Escreva para nós aqui >

4 thoughts on “4 mitos sobre o visto canadense que estão bombando na internet