3 dicas para não ser barrado pela imigração no aeroporto mesmo com o visto canadense em mãos 13


Mesmo depois de conseguir o visto canadense sua entrada no Canadá não é Visto Canadensegarantida, muita gente se esquece, mas na chegada ao aeroporto, após o desembarque, ainda é necessário passar pelo oficial da fronteira e alfândega para ter sua entrada efetiva no país. Ainda os dados sobre o índice de pessoas barradas pela imigração não sejam amplamente divulgados, até mesmo porque são números pequenos se confrontados com a quantidade da entrada de brasileiros no Canadá todos os anos, o risco de ter problemas na entrada no país existe.

Quer saber mais sobre o eTA?  - Isenção de Visto Canadense para Brasileiros - Autorização Eletrônica de Viagens para o Canadá >>>

E para eliminá-lo é preciso atenção e muita informação. É o que notamos aqui na Visto Para o Canadá, onde nenhum de nossos clientes enfrentou problemas desse tipo.

Ao contrário do que muitos pensam quando se deparam com um processo para solicitação de visto canadense mais amigável que o dos Estados Unidos, a entrada no Canadá depende ainda da avaliação de um oficial da fronteira que, obviamente, está no aeroporto aguardando os estrangeiros que vem a turismo ou fazer intercâmbio no Canadá, coisa comum em outros países, para confirmar as informações prestadas durante a solicitação de visto junto ao consulado canadense e impedir que pessoas com intenções suspeitas ou em débito com a lei entrem no país.

Mas se o risco de ser barrado existe e, sendo assim, saiba como evitá-lo.

Dicas para não ser barrado na entrada mesmo com o visto canadense

  • Tenha os documentos em ordem:

Depois de ultrapassada a etapa do visto (ufa!), os preparativos para a viagem continuam a todo o vapor, mas as etapas “imigração” e “alfândega” estão por vir e, só depois delas, sua entrada no Canadá será oficialmente permitida. Para isso, o oficial da fronteira canadense irá conferir o visto, passaporte, passagem de volta, reserva do hotel, cartas: convite, no caso de hospedagens em casa de familiares; de aceite, no caso de intercâmbio. A entrevista que não acontece durante o processo de visto pode vir em uma versão mais light, mas não menos importante, com perguntas simples e objetivas como:

  • Have you ever been to Canada before? (Você já esteve no Canadá antes?);
  • Where are you coming from? (De onde você está vindo?);
  • What are you going to do in Canada? (O que você vai fazer no Canadá?);
  • Do you have health or travel insurance/assistance? (Você tem seguro viagem?);
  • May I see your health or travel insurance/assistance? (Posso ver o seu seguro viagem?);
  • How long are you going to stay in Canada? (Por quanto tempo você ficará no Canadá?);
  • How much money do you have to stay in Canada? (Quanto de dinheiro você tem para ficar no Canadá?);
  • Where are you going to stay? (Onde você vai ficar?);
  • What do you do/ What is your occupation in Brazil? (O que você faz no Brasil?);
  • Which school are you going to study? (Em qual escola você vai estudar?) (para intercambistas).

Não fala nada em inglês ou francês? Use recursos simples e descomplicados para lidar com a situação. Uma carta contendo as informações mais comuns solicitadas pela imigração, carta convite do parente ou amigo residente e os dados de contato do mesmo, ajudam (e muito) nesse trâmite. Até mesmo plaquinhas com as informações na língua predominante da cidade ou província são bons recursos para se fazer entender.

Em geral, as pessoas no Canadá são cordiais, inclusive os oficiais da fronteira, e se notarem sua segurança e boa vontade em apresentar as informações e documentos necessários as chances de contratempos serão mínimas.

 

  • O que pode e o que não pode estar na bagagem para o Canadá

Antes mesmo de preparar as malas para sua viagem ao Canadá, pense no que realmente é necessário levar, nos itens indispensáveis. Imediatamente consulte o site www.cbsa-asf.gc.ca, ou o site da companhia aérea para saber exatamente o que é aceito em sua bagagem. Atente-se à bagagem de mão, pois é nela que deve estar os seus documentos (passaporte com o visto canadense em dia e documentos comprobatórios a ser apresentado ao oficial de imigração, por exemplo).

Muitas pessoas têm dúvidas em relação ao que pode colocar na mala do Brasil para o Canadá, principalmente quando pensam em levar algum agrado daqui para quem vive no país e pode estar privado de um típico açaí brasileiro, algum laticínio, produtos de origem animal, quantidade de produtos de uso pessoal. Existem coisas proibidas e outras que seguem regras para entrar no país... Enfim, leve a sério essas informações, poupe-se do desconforto e das multas!

Produtos eletrônicos que você está levando do Brasil para o Canadá devem ser declarados em um formulário da Polícia Federal no aeroporto daqui, isto prova que o produto é seu e ajuda na hora do seu retorno para o Brasil, assim a nossa alfândega não irá achar que você comprou o mesmo no exterior.

Alimentos (que são permitidos) e medicamentos deverão ser declarados em um formulário da imigração, que receberá no avião, durante a viagem. Desnecessário dizer que se houver revista para analisar sua bagagem, tudo deverá estar certinho com o que foi declarado lá.

 

  • Keep calm and fair play

Uma tensão em encarar a imigração e alfândega logo quando chega a um país estrangeiro, ainda mais quando isso valida sua entrada no país, é normal. Por outro lado, como diria o ditado, “quem não deve, não teme”. Certifique-se que os documentos estão em mãos, o formulário da alfândega foi preenchido corretamente e mantenha a calma para melhor entender e responder as perguntas.

Caso seu nível de inglês não acompanhe a fala do oficial, explique calmamente suas dificuldades na comunicação, peça um intérprete. Melhor que tentar responder o que não entendeu direito é correr o risco de gerar desconfiança logo de cara.

 

Tenha uma boa viagem!

 

Ainda não tem o visto canadense? Saiba como solicitá-lo clicando aqui!

 

Autor: Alexandre Luis Pedrosa – Vai te ajudar no visto canadense.

Quer ajuda? Escreva direto para o autor: alexandre@vistoparaocanada.com.br

 

 

 


Alexandre Luis Pedrosa

Sobre Alexandre Luis Pedrosa

Já viajou pelo Canadá de ponta a ponta. Sabe tudo sobre o Canadá. Certificado pela Comissão de Turismo Canadense; Especialista em vistos, imigração e sobre o Sistema Educacional no Canadá e Consultor no setor de vistos para diversas agências e empresas do Brasil. Escritor de contos e do E-book "99 atividades e atrações grátis para fazer no Canadá". Um eterno apaixonado pelo Canadá.


Escreva para nós aqui >

13 pensamentos em “3 dicas para não ser barrado pela imigração no aeroporto mesmo com o visto canadense em mãos

  • SARA

    Bom dia Alexandre
    Vou para Canadá na segunda, vou entrar como turista com meu passaporte espanhol.
    Em Toronto vou estudar, mais ainda vou fazer o teste para entrar na escola, já está quase 90% de aceitação, minha passagem comprei como data de retorno para 01 ano, tenho a carta da escola constando que ficarei no alojamento, já fiz o seguro viagem de 01 ano e já fiz a autorização para entrar no país.
    Minha dúvida, poderei ter problemas na imigração pois minha passagem está com a data de retorno para 01 ano? E na Imigração eles tem acesso ao sistema da Cia aerea, para saber se minha passagem é real?