pagar mico no canadá

20 dicas para evitar pagar mico no Canadá nas férias ou durante seu intercâmbio


Conhecer um lugar incrível e ter experiências bacanas para contar na volta para casa é ótimo. Fazer um intercâmbio no Canadá ou uma viagem de turismo é garantir isso tudo e ainda ter contato com outras culturas. Para o turista que vai ficar pouco tempo as novidades vêm de maneira mais intensa e as chances de pagar mico no Canadá também.

Esse guia vai te ajudar a ir aprendendo algumas coisas sobre o modo de viver canadense e a evitar cometer algumas gafes na viagem internacional, sem perder o bom humor e nem ser deselegante, claro.

Pagar mico no Canadá - nem pensar!!!

  • Escolha bem as roupas e use o método cebola sem medo – Quem mora em cidades onde a temperatura varia no decorrer do dia, como São Paulo, por exemplo, está acostumado a usar camadas de roupas para não ser pego de surpresa pelo clima. Quando estiver no Canadá no inverno não se constranja em aplicar o método cebola por estar no exterior. Desencane e não pague o mico de ficar de casacão em áreas fechadas onde a temperatura é agradável.  Os equívocos podem acontecer também no verão canadense. Ao contrário que possam pensar, no Canadá, as temperaturas para o verão não deixam a desejar se comparadas a algumas cidades brasileiras. Os termômetros podem ultrapassar os 38º em Toronto, por exemplo.

 

  • black bear canadaOs bichos estão a solta – Quem já pesquisou um pouco sobre o Canadá deve saber que a preservação de áreas verdes em muitos locais dá condição para animais como guaxinins, coelhos, esquilos e ursos viverem em seu habitat natural e fazer providenciais passeios em algumas estradas, ruas e avenidas. Isso não provoca pânico nos canadenses – ao menos que sejam ursos, claro. Por isso, esteja preparado para encontrar animais dependendo da cidade em que estiver e em qualquer horário. Evite escândalos.

 

  • Tocou o alarme de incêndio, saia do prédio – Os sistemas de segurança de hotéis, hostels e casas são eficazes, em maioria. Não é difícil ouvir histórias de brasileiros que escutaram o soar do alarme, estranharam, mas ficaram no mesmo lugar ao não ver nada de anormal acontecendo a sua volta (Que mico!) enquanto as outras pessoas saíram do local obedecendo as normas de segurança.

 

  • Para que lado abrem as portas? Ainda no quesito segurança, os prédios no Canadá push and pulltêm portas que abrem com o sentido para a rua, ao contrário do Brasil, onde vemos vários modelos de porta abrindo e fechando em sentidos aleatórios. Evite dar de cara no vidro ou reclamar que a porta não abre. Essa é uma norma de segurança bem prática, uma vez que, se houver necessidade de uma saída em massa do banco, por exemplo, a porta ficará a favor do fluxo.

 

  • Seja menos beijoqueiro - Os canadenses não são propriamente frios, mas sim pessoas que respeitam o espaço do outro. Os cumprimentos calorosos com beijos e abraços que os brasileiros tanto gostam podem ficar para os amigos de longa data ou canadenses mais acostumados. Não fique chateado (a) se levar uma esquiva de um canadense e ficar no vácuo. Um aperto de mão é mais adequado, para começar.

 

  • Não leve dinheiro contado para as compras – Os impostos no Canadá não são baixos, mas a transparência como o país trata do assunto com o contribuinte é admirável. O preço do produto na gôndola vem em destaque, mas vem sempre acompanhado do valor do imposto para ficar claro ao cliente quanto do total é a cargo do contribuinte. No Brasil, o total dos impostos é informado apenas na impressão do ticket de compras e o valor está incluso no preço que aparece na prateleira.

 

  • Dar sinal de parada para o ônibus – Mico clássico entre os brasileiros, dar sinal para solicitar a parada do ônibus no ponto constrange não apenas quem faz, mas o motorista também, já que é obrigatória a parada em todos os pontos. A viagem segue tranquila até a hora do desembarque. Para evitar pagar mico, observe se a abertura da porta é acionada pela pisada no primeiro degrau ou pelo sensor de presença e empurrada da porta.

 

  • Ache seu lugar na escada rolante – Mesmo sendo difundida essa informação no Brasil, muitas pessoas esquecem ou ignoram deixar o lado esquerdo da escada rolante livre para quem tem pressa. No Canadá isso é uma norma do dia a dia, por isso, mais uma vez, fique atento (a).

 

  • Tem brasileiro em tudo que é lugar – Sabe aqueles comentários engraçadinhos que fazemos achando que ninguém está entendendo? Se as paredes têm ouvidos, eles são brasileiros e estão no Canadá. Cuidado com as conversas que podem constranger pelas ruas, bares, restaurantes, lojas e qualquer lugar no Canadá. O país recebe muitos, mas muitos brasileiros. Além disso, pode ter algum canadense que está acostumado com nosso idioma, ouvir e entender algo “que não seja da conta dele”.

 

  • Qual o nível do seu inglês? O nível intermediário no Brasil é até valorizado, mas cuidado para não “gastar” seu inglês equivocadamente. Falar com nativos, ou quem domina o idioma, vai te ajudar bastante a treinar, mas o risco de pagar mico é igualmente enorme.

 

  • O Canadá não é igual aos Estados Unidos – Sabe aquele ditado popular que diz: “Religião política e futebol não se discute”? Converta essa premissa para Canadá X Estados Unidos. Lá, isso faz total sentido, pois os canadenses se aborrecem com comparações relacionadas ao vizinho. Da mesma maneira, escolha bem os temas das conversas com um canadense. Lembre-se que está em um país multicultural, cheio de diversidade e com leis diferentes. O Canadá é conhecido por respeitar a individualidade das pessoas e a maneira como elas vivem.

 

  • Vai visitar um canadense? Tirar os sapatos logo na entrada da casa é um sinal de boa educação, pois isso é um hábito muito comum no país.

 

  • Gosta de tirar fotos e filmar? Os registros de uma viagem são especiais, mas nem sempre suas lentes serão bem-vindas no Canadá. Explicamos quando isso acontece. Algumas lojas, supermercados, restaurantes, bares e outros lugares com a circulação de consumidores não são receptivos a registros que possam invadir a privacidade de seus clientes. E para não ser convidado a se retirar, cabe consultar e pedir permissão para fotografar e filmar nesses locais. Em alguns bairros residenciais é bem parecido, pois a “vizinhança segura” é um tipo de programa popular no país.

 

  • É festa de aniversário? Esqueça aquelas palmas animadas – a não ser que os anfitriões sejam adeptos a cantar a música ao som delas. Lá apenas se canta a música tema de aniversário.

 

  • Seja observador quando for usar o banheiro - Normalmente no Canadá o papel higiênico e jogado no vaso sanitário para ser eliminado com a descarga. O lixinho serve para descarte de papel usado para secar as mãos e o rosto.

 

  • Usar o bathroom na rua? Muita gente se equivoca ao procurar essa plaquinha fora de casa. No Canadá o comum é achar o washroom quando precisar usar o banheiro.

 

  • Abuse das boas maneiras – Se acostume a escutar a palavra sorry vindo de um canadense ou por quem vive há muito tempo no Canadá. Das situações mais corriqueiras as mais constrangedoras é um hábito de boa educação. Da mesma forma que o excuse me e o please.

 

  • Segure a porta do elevador, mesmo se não pedirem – Essa é mais uma regra de boa convivência e de educação. Então, seja educado e segure a porta para quem está chegando. Certamente, um dia, segurarão para você.

 

  • Lembre-se, pedestre tem prioridade – em muitos lugares no Brasil, nem se tem conhecimento da Lei do Pedestre, que no Canadá é um costume do dia a dia. A preferência para quem vai atravessar a rua é clara e respeitada por motoristas e transeuntes. Portanto, se estiver dirigindo, redobre a atenção e se estiver a pé, use as faixas de pedestres para atravessar e evite as multas (sim, lá tem) e tenha um bom passeio.

 

  • A gorjeta é muito bem vinda e é regra– Desde a oficialização da taxa de serviço como substituta da gorjeta dos garçons aqui no Brasil, ofertar uma caixinha fora das datas sazonais como Natal é muito raro. Acontece diferente no Canadá. Além da categoria dos garçons, quem trabalha em hotéis, motoristas, courriers, por exemplo, costumam receber gorjetas no final dos atendimentos. Em alguns lugares isso é uma convenção, uma gentileza levada a sério, então, fique atento para evitar o mico de passar como “mão de vaca”.

 

Já conhece o Canadá? Se tiver mais dicas de como não pagar mico no Canadá, durante sua viagem ou no intercâmbio, compartilhe com a gente.

Se essa é a sua primeira viagem, aproveite essa oportunidade ao máximo, porque o Canadá é um país apaixonante.

 

Autor: Alexandre Luis Pedrosa – Sabe tudo sobre o Canadá.

Quer ajuda? Escreva direto para o autor: alexandre@vistoparaocanada.com.br

 


Alexandre Luis Pedrosa

sobre Alexandre Luis Pedrosa

Já viajou pelo Canadá de ponta a ponta. Sabe tudo sobre o Canadá. Certificado pela Comissão de Turismo Canadense; Especialista em vistos, imigração e sobre o Sistema Educacional no Canadá e Consultor no setor de vistos para diversas agências e empresas do Brasil. Escritor de contos e do E-book "99 atividades e atrações grátis para fazer no Canadá". Um eterno apaixonado pelo Canadá.

Escreva para nós aqui >